28 outubro 2014

Para encerrar com o papo das eleições - Para quem os sinos trolam


Sabe gente, estou com pena, muita pena dos cegos que continuam a distribuir mensagem de ódio e divisão na rede.

Gente que pelo menos até pouco tempo atrás tinha conhecimento das fraudes nas urnas a nível federal e estadual (é bom lembrar), que tinha conhecimento sobre todo tipo de manipulação ditado pelos governos invisíveis em todas as dimensões (é bom lembrar), que levantava a bandeira contra o lobby sionista que aprisiona através do mercantilismo, hoje chamado de neoliberalismo, que prega o ter para ser.

Gente que tinha informação para perceber onde estava se metendo, mas deixou-se levar pelo ódio e ódio cega, torna a pessoa burra, inflexível, tornando-a instrumento de manipulação.

Pior é ver que estas pessoas que outra hora pareciam lúcidas, agora jogam com as mesmas armas daqueles que tentam combater: dados falsos, fotos manipuladas, informações falsas, terrorismo e pior, esqueceram-se até da matemática

Se eu acreditasse na elegibilidade da falsa democracia que estes repentinamente voltaram a acreditar, saberia por exemplo que é matematicamente impossível o norte e nordeste elegerem o presidente.

Dilma recebeu 54.501.118 votos e destes 30.531.544 foram dos estados do sudeste, sul e centro oeste. Foram 23.969.574 de votos no norte e nordeste.

Ah mas houve fraude Ravena!! 
Sério José?
E você está preocupado por quê, se Aécio e a trupi toda não está?
Não sinto em lhe jogar um balde de água fria, seu falso salvador faz parte no esquema, mas você está cego demais pra ver isso. Talvez a bandeira que você tanto balançou tenha lhe furado um olho.

E como se não bastasse a divisão do país por isso, agora circula também os dados de arrecadação dos estados brasileiros e claro como é de se esperar por motivos óbvios, o sul e sudeste colaboram mais que os outros estados brasileiros. 

Agora isso também é motivo para segregar a divisão, porque deve receber mais aquele que paga mais para fazer jus ao capitalismo perverso da qual estamos atolados até o pescoço, que separa, humilha, escraviza, mas te deixa com a falsa sensação do mérito.

E quem está curtindo e compartilhando são os mesmo que em outros tempos, semearam mensagens de igualdade, de coletividade, de amor ao próximo, de ACORDA...

Uma mente assim está no lugar onde deve estar e ficará ainda por um bom tempo, sendo instrumento para manter o sistema, a matrix que em outros tempos foi tão rebatida e pelo jeito pouco compreendida, se você caiu nesta armadilha eleitoreira, quem dirá na mais elaborada de todas.

No post anterior, escrevi que gostaria de ajudar a refletir sobre o comportamento dos últimos dias de quem se colocou nesta posição, é a última vez que escrevo sobre a armação da eleição e espero sinceramente que as mentes que se perderam consigam se reencontrar, porque se já estão agindo como "eles", o que pode sobrar?
Nós recebemos o que semeamos.

O meu post termina aqui, e será o último a este respeito,  mas por sincronicidade o amigo ShaoHua Long escreveu uma pérola que não dá pra deixar de compartilhar e que reflete exatamente e de maneira muito melhor o que eu realmente desejei passar no meu texto. Não deixe de assistir o vídeo que ele generosamente traduziu, é fenomenal!!
A imagem acima com a frase é dele, senti imensa gratidão por seu trabalho. 

Ravena

Vou fazer um desabafo aqui, sobre um assunto que já caiu a ficha pra mim, mas parece que para alguns amigos ainda não...
Antes de mais nada, quero dizer que o que vou dizer aqui não significa que estou me ausentando da luta nem do ativismo, muito pelo contrário, eu acho que consegui enxergar uma armadilha na minha frente que muita gente ainda cai, eu já cai muitas vezes e não sou imune a ela, mas estou atento.
Eu vejo diariamente vários amigos sendo "levados" a um clima de hostilidade, principalmente por conta das recentes eleições. 
Dos 2 lados sempre se tem argumentos pra refutar a acusação do candidato X ou Y.
A veículos midiáticos manipulando opinião pública, o outro lado manipulando também a opinião colocando outros argumentos, e pouca gente sabendo qual é a verdade, mas o certo é que o clima de hostilidade não só fica, como aumenta.
-
Agora vem o mais importante, a armadilha.
O plano é, fazer as pessoas perderem o foco do que é realmente importante, e o que é importante é lutar pelo que você quer e não contra o que você não quer, é uma simples questão de ressonância, não é ignorar os problemas, é buscar por soluções, viver na problemática é uma grande armadilha.
-
Como diz Friedrich Nietzsche
"Aquele que luta com monstros deve acautelar-se para não tornar-se também um monstro. Quando se olha muito tempo para um abismo, o abismo olha para você."
Ou seja, quanto mais você olha pro problema, mais você vive aquilo, e menos você consegue encontrar soluções.
Foco no que você quer e não no que você não quer.
-
Em outras palavras David Icke fala a mesma coisa:
"What you fight you become"
-
Esses falam assim porque já estão cientes de que isso é uma outra grande armadilha, dividir para conquistar é o modo de operação de qualquer governo/coisa ligado ao Shadow Government.
Não simplesmente reaja as emoções e informações, entenda-os.
-
Se você não tomar cuidado, vai se tornar o monstro que luta contra, e isso não é um exagero, eu já vivi o exemplo para perceber que é fácil demais cair nessa armadilha, que é por demais sutil.
O ciclo só vai continuar mais e mais e nada vai mudar.
-
Toda essa energia negativa mina suas intenções positivas, seus planos positivos, faz você se separar do outro só porque está tendo uma opinião diferente da sua, ou percebeu as coisas de forma diferente, independente de questões de certo ou errado.
Vamos dar valor mais as coisas que nos unem e não as ilusões que nos separam.
-
Um abraço quente a todos os meus amigos, e que esse pequeno texto, tire um pouco de ódio que está no ar.
-
Editando aqui, esqueci de um vídeo interessante que fala um pouco sobre esse assunto.



https://www.youtube.com/watch?v=fj63WCzuZuM&list=UUC1JtUXRLag1jdTO62c0lIA

Não é necessário cadastro no blog, pode selecionar a opção Anônimo, mas registrem um nome, um apelido. Comentários Anônimos não serão publicados.