19 novembro 2009

Estudo mostra que temperatura na Antártida foi maior que a atual

Essa matéria só vem acrescentar a farsa que é o aquecimento global causado pelo homem, já que de ciclo em ciclo a Terra passa por tais aquecimentos e esfriamentos.
Há 125 mil anos, não existia petróleo, desmatamento etc...
Volto a afirmar que é necessário que o homem aprenda a viver em harmonia com a natureza, respeitando desde as pedras aos animais, porque uma civilização realmente "civilizada" respeita tudo que respira e sente dor e dá a devida importância a natureza em geral. Segue a matéria:

Editoria: Mudanças Climáticas
Quinta-feira, 19 nov 2009 - 09h41
Um recente estudo publicado esta semana pela revista Nature revelou que a temperatura no continente gelado durante as eras interglaciais pode ter sido maior do que o imaginado até agora. De acordo com o trabalho, em tempos passados temperatura do continente gelado pode ter sido 6 graus Celsius mais quente do que nos dias atuais.
A conclusão foi possível após minuciosa análise dos testemunhos de gelo extraídos da superfície antártica e podem ajudar os cientistas a compreenderem um pouco mais sobre as rápidas mudanças climáticas que acontecem naquele local.

Análises anteriores haviam mostrado aos cientistas que o clima na Antártida apresentava eras de gelo e períodos interglaciais de aquecimento a cada 100 mil anos aproximadamente. A nova investigação foi mais longe e mostra diversos picos de temperatura dentro dos períodos interglaciais que se estendem por mais de 340 mil anos.

Segundo a cientista Louise Sime, ligada ao centro britânico de pesquisas do gelo, BAS, e autora do trabalho, as evidências sugerem que o clima na Antártida apresenta um alto nível de sensibilidade aos gases do efeito estufa, em patamares similares aos encontrados hoje em dia.

"Não esperávamos encontrar temperaturas tão altas e nem sabemos ao certo o que pode ter causado esse superaquecimento", disse a cientista. "Essas variações mostram que o clima pode ter sofrido mudanças muito rápidas nos períodos anteriores aos de nível de CO2 elevado, mas não sabemos porque".

Segundo o glaciologista Eric Wolff, coautor do trabalho, durante o último período de aquecimento há cerca de 125 mil anos, o nível do mar era cerca de 5 metros acima do atual. Segundo ele, se os cientistas conseguirem estabelecer com precisão as temperaturas na Antártida e Groenlândia durante esse período, será possível entender como o derretimento de grandes camadas de gelo interferem na elevação do nível dos oceanos.

Fonte link: http://www.apolo11.com/mudancas_climaticas.php?posic=dat_20091119-094232.inc

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentário anônimo não será mais publicado devido a inúmeras discussões sem o menor sentido que alguns sem sintonia nenhuma no blog insistem em discutir com o objetivo de tumultuar o espaço que é feito para complementar e compartilhar informações e opiniões (não ofensas), a identificação também facilita o "diálogo".