04 janeiro 2010

Cientistas detectam mudanças nos polos magnéticos

O polo norte magnético da Terra está avançando em direção à Rússia a quase 64 quilômetros por ano devido a mudanças magnéticas no núcleo do planeta, afirma nova pesquisa. O núcleo é profundo demais para que os cientistas detectem diretamente seu campo magnético. Mas os pesquisadores podem inferir os movimentos do campo acompanhando como o campo magnético terrestre muda na superfície e no espaço.
Agora, novos dados analisados sugerem que existe uma região de magnetismo em rápida transformação na superfície do núcleo, possivelmente sendo criada por uma misteriosa "pluma" de magnetismo proveniente do interior do núcleo.E essa região pode estar deslocando o polo magnético de sua posição de longa data no norte do Canadá, disse Arnaud Chulliat, geofísico do Institut de Physique du Globe de Paris, na França.
Em Busca do NorteO norte magnético, que é o lugar para onde as agulhas das bússolas realmente apontam, está próximo, mas não exatamente no mesmo lugar do Polo Norte geográfico. Neste momento, o norte magnético está próximo à ilha canadense Ellesmere.Por séculos, navegadores usam o norte magnético para se orientar quando estão distantes de pontos de referência reconhecíveis.
Embora os sistemas de posicionamento global tenham em grande parte substituído essas técnicas tradicionais, muitos ainda consideram as bússolas úteis para se orientar sob a água ou no subterrâneo, onde não há sinal dos satélites de GPS.O polo norte magnético se deslocou muito pouco desde a época em que os cientistas o localizaram pela primeira vez em 1831. Depois, em 1904, o polo começou a avançar rumo ao nordeste num ritmo constante de 15 km por ano.Em 1989, ele acelerou novamente, e em 2007 cientistas confirmaram que o polo está agora galopando em direção à Sibéria a um ritmo de 55 a 60 km por ano.
Um deslocamento rápido do polo magnético significa que mapas do campo magnético devem ser atualizados com mais frequência para que usuários de bússola façam os ajustes cruciais do norte magnético para o verdadeiro Norte.O Polo ItineranteGeólogos acreditam que a Terra tem um campo magnético porque o núcleo é formado por um centro de ferro sólido cercado por metal líquido em rápida rotação. Isso cria um "dínamo" que comanda nosso campo magnético.
Os cientistas suspeitam há muito tempo que, como o núcleo fundido está em constante movimento, mudanças em seu magnetismo podem estar afetando a localização na superfície do norte magnético.Embora a nova pesquisa pareça sustentar essa ideia, Chulliat não pode afirmar que o polo norte vai um dia mudar para a Rússia. "É muito difícil prever", disse Chulliat.Além disso, ninguém sabe quando e onde outra mudança no núcleo poderá se manifestar, fazendo o norte magnético se mover rumo a uma nova direção. Chulliat apresentou seu trabalho em um encontro da União Geofísica Americana, em São Francisco.
Pode até ser difícil prever, mas que está mudando, está.
E tem gente que ridiculariza a "teoria" da inversão dos polos!
Nossa Terra é viva em permanente mutação.

6 comentários:

  1. Fatos são fatos. As evidências falam por si.
    Antes nada daquilo que a ciência adimitisse existir ela levado a sério, o ceticismo imperava. Hoje percebo que o velho ceticismo deu lugar ao medo, e nem aquilo que a ciência admiti ser verdade é aceito.
    Porem, negar a existência de algo não fará com que deixe de existir.
    Que tapem o Sol com a peneira ou que o que quiserem, é tudo uma questão de tempo.

    ResponderExcluir
  2. Com certeza, acredito que o que mais se dará, será tampar o sol com a peneira...
    Se quisermos a verdade, teremos que procurar por nós mesmos, pois a mídia não reporta nada disso!
    E até o que pode ser discutido é ridicularizado aqui no Brasil, como foi feito no Fantástico, a respeito de 2012.
    Pelo menos alguns de nós, saberemos o que realmente está acontecendo com a Terra, não ficaremos na ignorância.

    Um abraço, Adriano

    ResponderExcluir
  3. The Earth moans and the stretch along the Atlantic will snap bridges, tear electric and phone lines, and derail trains. This is where imploding buildings will occur, as the underlying infrastructure will move, collapsing the buildings overhead.

    In areas of compression, where mountain building is occurring or along the Pacific Rim, volcanic activity will greatly increase.

    Not only will a stopped rotation will affect the land masses, also the atmosphere will be greatly impacted creating its own issues. The wind current will be extreme, moving cold air primarily to warm places, which can result in more tornado activity in those areas affected.

    Likewise, ocean currents will move differently, cold water rushing more rapidly to those warm areas, and swirling. This will create more hurricane or typhoon type activity in those areas affected. Some scientists predict possible tsunamis that may rise as high as 2.2 kilometers high. Therefore safe places are harder to predict where they would be.Given all this, the population will be greatly distracted, and might miss the next sign to watch for, which is the dusting with red dust that turns rivers and lakes blood red and bitter. This dusting is followed by hail, and stronger quakes as at this point the shift is only days or hours away.For those not able to see the sky, to gauge motion of the crust during the hour of the shift by a movement of the Sun or Moon or stars, they should at this point be in their safe places, virtually living there. It is also unsure whether those will be temporary living quarters, or that it make take (many) years before it is safe to come out.Obviously, as the shift takes place over an hour, and it is the stop of the crust slide where the huge earthquakes occur, one can go outside the protected safe place to relieve themselves or stretch, but certainly sleeping should be done in the trenches. When leaving the safe place, make sure to wear fully protected gear and clothing to not be exposed to possibly lethal solar radiations as a result of the lack of the magnetic shield. At the start of the shift, there is a strong clue that the crust shift has started, and this is the wind picking up strongly. As the crust moves, the atmosphere resists, and this causes hurricane force winds globally. Where the wind was stronger than usual during rotation stoppage, this will be unique in that it will come from the direction the crust is moving. The hurricane force winds persist for an hour or more after the shift, as the atmosphere adjusts.

    ResponderExcluir
  4. Identify the actual Polar Shift, Weeks before the actual stoppage of the Earth, many undeniable signs will have announced the polar reversal already. However, within the week before the actual standstill of the planet, extreme weather continues, global earthquakes take place and gradual increase of the slowing of the rotation will become abundantly apparent. This will be vastly visible in the fact that clocks never seem to be synching up anymore.

    A day prior to the stoppage, the slowdown will become even more apparent when clocks will be off by minutes and then hours, until the actual stop occurs.

    This means you only have about two days notice before hell breaks loose. The fact that the clocks will be off already by that much on the first day, minutes and no longer seconds, confusion all around will make preparation even more difficult.
    It will be the day that the sun sets several hours later than normal and that in itself should be the alarm bell ringing out loud as a clear an literal sign in the sky to set the emergency procedure in action and for you to head to your safe place immediately.

    The stress on the crust of the Earth will keep on building up until the stoppage of the rotation, but the planet will be able to deal with it as it did before. There will however be increased earthquakes going hand in hand with weird weather and faster melting of poles. Yet we’ll see only a slight increase day to day in these matters. When rotation stops, the core is trying to turn, the crust locked in place by the approaching 12th planet’s grip on the strong magnetized Atlantic Rift, and dramatic changes occur.

    ResponderExcluir
  5. Com base nestas informações, que achei interesantissimas, dei uma olhada no google terra para ter uma ideia do deslocamento do polo sul, segundo vai passar um pouco ao lado da america do sul(deslocar), vou preparar os agasalhos.

    ResponderExcluir
  6. Olá! Obrigada por compartilhar, meu coração ficou mais leve.

    ResponderExcluir

Comentário anônimo não será mais publicado devido a inúmeras discussões sem o menor sentido que alguns sem sintonia nenhuma no blog insistem em discutir com o objetivo de tumultuar o espaço que é feito para complementar e compartilhar informações e opiniões (não ofensas), a identificação também facilita o "diálogo".