21 janeiro 2010

Projeto 2012 x Emmanuel

Meu amigo Adriano da A Tribuna fez uma observação brilhante, sobre uma suposta ambiguidade existente nos textos Projeto 2012 e Emmanuel .
A observação do Adriano, pode ser lida nos comentários do post Projeto 2012.
O texto abaixo descreve aquilo que eu(Ravena) penso a respeito.

Os dois textos usam termos diferentes pra dizer a mesma coisa. A diferença é que o texto do Emmanuel é mais "florido", enquanto que o texto do Projeto 2012, resume exatamente aquilo que eu (eu) acredito que vai acontecer. (com uma incógnita para o resgate alienígena).

Pense bem, qual a nossa criação pessoal a respeito da vida?
O que o ser humano está cultivando na sua caminhada?
Não é nem preciso acreditar em "grandes" catástrofes para que elas aconteçam.
O nosso mundo está baseado no consumismo, no egoísmo, na ambição desmedida.

Estamos vivendo um período de catástrofes financeiras, climáticas e espirituais.
Imagina quando começar a faltar de tudo, comida, água, remédio, energia...
Quando eu estou com fome, eu vou ao mercado, compro o que eu preciso e preparo.
Que gostoso! Tudo tão prático, temos tudo na mão, basta ter um pouquinho de din din.
Isso vai acabar, esse sistema vai desmoronar!

No que você baseou sua criação pessoal ? Só nas coisas materiais da vida?
Se sua vida está baseada somente em saciar suas necessidades básicas e supéfluas então sua realidade será de muito sofrimento.

Agora, se você está empenhado em saciar a sua espiritualidade, o seu melhoramento interior, além das necessidades materiais ( porque infelizmente todos estamos sujeitos a esse sistema, enquanto ele existir), as catástrofes terão outro entendimento pra você.
Para alguns será puro sofrimento e para outros oportunidade de aprendizado e melhoramento.

Quando Emannuel fala de mundo paralelos e de sermos automaticamente direcionados cada um para seu mundo vibracional, penso que ele se refere a uma“desencarnação sem algum suposto sofrimento físico”.

Existem muitos relatos psicografados ou canalizados, de pessoas que passaram por esse tipo de desencarnação, li uma vez (não lembro o autor), o relato de um senhor que acordou de manhã cedinho, como fazia todos os dias, tomou seu café, leu seu jornal, descobriu-se mais tarde que ele havia desencarnado.
Ele estava na sua própria casa, fazendo o que sempre fazia, numa dimensão diferente.
Isso pode ocorrer na hora da transição, as pessoas nem vão notar de prontidão o que aconteceu.

Afinal, somos Espíritos aprisionados num corpo físico imersos numa energia ainda muita densa.
O mundo astral é idêntico a esse, mas de material energético mais sutil.
Nada se cria no mundo físico, tudo se copia do plano astral. As grandes obras, grandes invenções, tecnologia...

Claro, que isso pode ocorrer somente com aqueles que não precisam passar por sofrimento físico, moral etc... Que já vibram numa realidade diferente da nossa.

Por isso, acredito sim na separação do joio e do trigo, é inevitável.
As pessoas são diferentes, vibram diferentes, estão em nível evolutivo diferente.
Uma prisão serve para reabilitar os companheiros de jornada que ainda vibram na violência, eles não podem ficar soltos entre aqueles que não compartilham de mesmas atitudes.

Pois bem, é assim que eu encaro essa separação. Alguns não precisam mais viver nessa prisão, nessa matrix, não precisam ser “controlados”, nem de violência, já vibram em sintonia diferente.


Eu conheço pessoas que literalmente “morrem de medo de morrer”.
Que simplesmente adoram viver nesse mundo, porque adoram comer, beber, comprar,
Elas dizem que não existe nada melhor que comer (mesmo com milhões passando fome no mundo), que não existe nada melhor que fazer compras ( mesmo com milhões de pessoas que não têm nem o que vestir), e por aí vai.
Pessoas assim, continuaram numa dimensão que as faça crescer espiritualmente ou podem através dos sofrimentos impostos pela transição melhorar, identificar na dor o que realmente têm valor, mudar seus conceitos, burilar sua espiritualidade.

Com relação à resgate alienígena, pra mim ainda é uma incógnita.
Caso pra se pensar, estou aprendendo muitas coisas que pareciam loucuras, e que fazem mais sentido pra mim a cada dia.

O que eu tenho certeza, é que estamos tendo um ultimato.
Nunca o mundo esteve tão populoso como hoje. São quase 7 bilhões de pessoas.
Estamos vivendo sim um momento de transição.
Alguns escolheram renascer nesse momento, à outros foi imposto, como uma última tentativa de progresso.
Infelizmente a dor e o sofrimento nos faz progredir. É assim, parece que o ser humano têm uma tendência masoquista inata, que não vêm da criação, não faz parte do nosso Espírito, mas que aprendemos a cultivar como se fosse.

Estamos num período intenso de Batalhas Espirituais, porque seres menos evoluídos não querem a ascensão do planeta. Assim como os extraterrestres “malvadinhos”.

Nós recebemos ao longo dos anos, Espíritos muito evoluídos, que desceram de seus mundos, suas dimensões, para nos ensinar as leis que nos levaria ao progresso.
Sócrates, Ghandi, Buda, Jesus, entre outros tantos, que nos deixaram seus exemplos, porque personificaram as leis do amor.
Quero deixar bem claro que não reconheço Jesus como Divindade, e sim como um Mestre, um irmão muito evoluído, não preciso acreditar na sua castidade, nos seus milagres, pra reconhecer o que ele nos deixou de mais importante, que foram seus ensinamentos.

A maioria dos 7 bilhões não aprendeu nada. Mas alguns já colocam seus ensinamentos em prática e merecem uma morada melhor.

Você vai estar onde deve estar.

A primeira vez que falei para o meu filho(12 anos) sobre a transição, as catástrofes e tudo mais, sabe o que ele me disse?
“Que bom, as pessoas vão aprender a se ajudar, vão ser melhores umas com as outras.”

Eu perguntei: O quê? Então você não tem medo?
E ele me disse que não, que se a gente não “morrer” quando tudo ruir, ele vai ter que bolar um jeito de gerar energia pra tocar guitarra. ( e ele falou isso de forma séria, não era brincadeira pra ele).

Todos estamos de alguma forma preparados para o que está por vir.
Nós os mais despertinhos, estamos querendo saber tudo, como, onde, de que forma.
E os preguiçosos continuam vivendo na matrix para fugir da realidade e do futuro que nos aguarda.

Um abração

Ravena

15 comentários:

  1. Pois é Ravena,

    Não consigo "entender" como esse sistema pode permanecer por muito tempo, como muitos acreditam. Ele é muito excludente. E em um mundo onde existem cada vez mais e mais pessoas. Paralelo a isto a tecnologia avança rápido e faz com que haja uma necessidade cada vez menor de ao de obra. 'A equação não fecha'. Como fazer para manter um número maior de pessoas no sistema em um mundo cada vez mais tenológico e com "recursos naturais" cada vez mais escassos? Sem COOPERAÇÃO não vai.

    ResponderExcluir
  2. Excelente post Ravena!
    Compartilho do teu pensamento.

    Uma das minhas preocupações diante tanta informação, é sabe separar o que me serve do que não me serve, diante de minha realidade.
    Conhecer e saber aplicar, para evoluirmos como almas.

    Ha momentos que me questiono, se o que pensamos realmente é real! Teremos essa transição? Não é uma fantasia? E se passar esta decada e nada acontecer?
    Assim diante das duvidas, à necessidade de pesquisa!
    Mas algo é certo dentro deste contexto, independente de qualquer situação futura, o mundo esta caotico, os valores se perderam, poucos se preocupam com a espiritualidade, consumismo exagerado, mudanças climaticas evidentes, entre outros fatores e neste passo dias dificeis virão.

    Saudações

    Cruel

    ResponderExcluir
  3. Oi Ravena,

    não há o que se espantar no relato sobre a reação de seu filho a uma "possibilidade" das coisas ficarem feias daqui pra frente...

    Seu filho é uma criança INDIGO e esses seres estão aqui para nos tranqüilizar quanto a essa passagem.

    Agora pense, se eles estão seguros disso, porque nós deveríamos nos desesperar?

    Temos muito que aprender...

    bjo grande
    adorei seu texto!
    laura botelho

    ResponderExcluir
  4. Oi Piloto,

    Cooperação. Você resumiu em uma palavra tudo o que realmente vamos precisar na transição.
    A cooperação se perdeu para os seres humanos, a partir do momento em que colocamos o consumismmo nas nossas vidas em primeiro lugar.
    O consumismo foi a forma mais brilhante de controle imposta ao ser humano, imposta de maneira sutil. Mas todos nos aceitamos esse controle de braços abertos.
    Somos egoísta, perdemos a solidariedade, a edução, a moral, a ética, o amor.
    Nossas crianças perderam seus pais para 10, 12 horas de trabalho a fim de prover seus instintos consumistas e desnecessários. O celular, o caderno, o tênis, os brinquedos representam "status" social importantíssimos com 7 anos.
    É um ciclo, esses pais foram criados assim também.
    O planeta não suporta mais, alguns de nós não suportamos mais, essa era irá terminar.
    Vamos nos preparar espiritualmente e fisicamente para essa grande atribulação que nos espera.

    Piloto, adoro seus comentários.
    É sempre ótimo receber feedbaks coerentes e inteligentes como os seus.

    Um abração

    ResponderExcluir
  5. Oi Cruel, seja bem vindo!

    É isso mesmo, estude, pesquise, faça um resumão na sua cabeça e filtre o que te serve para evoluir.
    Eu acredito na transição, acho que ela já está acontecendo, não será só um acontecimento brusco, num dia só.
    Mas eu sempre insito na mesma tecla:
    O que temos a perder?
    Nada, muito pelo contrário, só temos a ganhar, independente do que ocorrá, estamos crescendo, estamos melhorando, estamos despertando.
    Esse é o objetivo.

    Um abração e volte sempre

    ResponderExcluir
  6. Oi Laurinha,

    Ah temos muito mesmo o que aprender.
    Indigo. Já pensei muito nisso.
    A maioria das pessoas que nos conhecem, me falam que nem adianta eu desejar "ganhar na sena" nessa vida. Porque já ganhei meu filho.
    Que ele é diferente etc...
    Também acho.

    Beijão

    ResponderExcluir
  7. Ola Ravena!!

    Também compartilho do mesmo pensamento seu!!
    A cooperação; ver o próximo com Humildade e Amor, tanto quanto a si mesmo também será necessário nessa época de transição!! E assim deve perdurar para evoluirmos como seres humanos numa sociedade coerente e harmonica!!
    Agradeço e parabens pelo excelente post!!


    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi Kk.Kj, bem vindo(a)!

    Esse é o objetivo, compartilhar pensamentos, trocar informações e contar com comentários inteligentes como o seu.

    Obrigada e volte sempre, tá?

    Um abração

    ResponderExcluir
  9. meu plano para uma eventual desencarnação antes de 2012 é ficar por aqui. estou certo ou não?

    ResponderExcluir
  10. Olá, eu sou a Mika e gostaria de saber se entendi direito: vamos desencarnar? Eu tinha em mente essa ascensão desde criança, sei que fui atrás disso e nunca tive medo de morrer, ao conhecer o Espiritismo firmei ainda mais o compromisso...mas agora queria saber, abrirá-se um portal? Não moraremos mais na Terra porque desencarnaremos?

    De qualquer forma amigos, não há nadinha à temer.

    Eu sinto umas mudanças físicas, as alterações no DNA são verdadeiras? Estamos ficando etéreis? :D

    Abraços fraternais.

    ResponderExcluir
  11. Oi Mika,

    Sim, para nos libertarmos é necessário o processo de desencarnação, não vejo como uma ascensão de outro jeito, mas é importante lembrar que não vamos morrer, porque a morte não existe, somos energia utilizando temporariamente um corpo de energia muito densa. Quanto mais você pesquisar e ler mais você entenderá.

    Sugiro:

    http://evoluindo-sempre.blogspot.com/2010/08/abriu-porta-agora-entre.html

    http://bloglaurabotelho.blogspot.com/2010/10/universos-paralelos-uma-divisao-entre.html

    Grande abraço e boas pesquisas!

    ResponderExcluir
  12. Muito obrigada pela dica. Quando comecei a me dar conta disso me gelei um pouquinho, não por mim mas porque sou apegada à outras vidas, com medo de perder eles.
    Agora tenho mais tempo para me preparar.
    Medo da morte não tenho, e ainda bem que esclareci-me antes da hora ou seria mais confuso e assustador.

    Ótimo blog, parabéns.
    Mika

    ResponderExcluir
  13. Obrigada pelos links!
    Mika

    ResponderExcluir
  14. Olá Ravena,
    Pergunta: A mensagem acima de Emmanuel, seria ele o Guia-Mentor de Chico Xavier? E se for, qual é a credibilidade? Os Kardecistas já fizeram algum comentário sobre a validade desta mensagem?
    Por favor Ravena, gostaria de mais informações sobre esta mensagem, caso seja possível.

    Namaste,

    Tharcon

    ResponderExcluir
  15. ANGELLUS

    Ravena, vamos fazer uma aposta?
    Qual a bola da vez, Irã? ou a Grande China?

    ResponderExcluir

Comentário anônimo não será mais publicado devido a inúmeras discussões sem o menor sentido que alguns sem sintonia nenhuma no blog insistem em discutir com o objetivo de tumultuar o espaço que é feito para complementar e compartilhar informações e opiniões (não ofensas), a identificação também facilita o "diálogo".