11 janeiro 2010

Tremor de terra atinge cidades no Rio Grande do Norte

Após tremor, rachaduras surgiram na parede de casas em Poço Branco (RN)

Um tremor foi registrado nesta segunda-feira (11) em João Câmara e Natal, no Rio Grande do Norte, confirmaram o Observatório Sismológico da UnB (Universidade de Brasília) e o laboratório de Sismologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).
De acordo com o analista Diogo Farrapo Albuquerque, da UNB, o abalo foi registrado pela estação FOR1 (Fortaleza-CE) às 12h54 (horário local), com 4,3 graus de magnitude na escala Richter. Outro tremor havia sido registrado no sábado, às 16h18, de 3,7 graus.Segundo ele, que é responsável pelo monitoramento dessa estação, os tremores são frequentes na região, de pequena e média intensidade. "Já houve também de maior magnitude, inclusive em João Câmara, onde eles acontecem com uma frequência bastante regular", afirma.

Informações preliminares do observatório dão conta de que a causa seria a reativação da falha sismológica de Poço Branco e que o abalo foi sentido em diversos pontos da região metropolitana. "Parece que ele foi sentido até na Paraíba, segundo essas primeiras informações que nos passaram da UFRN [Universidade Federal do Rio Grande do Norte]", afirma o analista.

Novos tremores podem acontecer. "Houve um no sábado e outro no começo da tarde de hoje. É bem provável que ocorram outros, desencadeando o que chamamos de enxame sísmico", explica o professor de Sismologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Joaquim Ferreira.
Tremores em 2010
Este foi o segundo registro de tremor no prazo de uma semana no país. No sábado (2), os equipamentos do observatório registraram um tremor em Sobral (CE), que atingiu magnitude de 2,7 graus na escala Richter.


Casos recentes
Dois equipamentos do Serviço Geológico do Brasil (SGB) registraram dois abalos em Presidente Figueiredo (AM), em 30 de dezembro de 2009. Cada um dos tremores atingiu 2,4 e 3 graus na escala Richter.


Fonte e Link: Notícia Uol e G1
Os tremores podem até ser frequentes, mas pelo jeito nos últimos tempos, as pessoas andam sentindo os tremores, o que não acontecia antes. Até em São Paulo, já sentimos tremores.
As chuvas estão cada vez mais violentas, tremores, vulcões em erupção no mundo todo.
Cada dia uma notícia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentário anônimo não será mais publicado devido a inúmeras discussões sem o menor sentido que alguns sem sintonia nenhuma no blog insistem em discutir com o objetivo de tumultuar o espaço que é feito para complementar e compartilhar informações e opiniões (não ofensas), a identificação também facilita o "diálogo".