22 junho 2010

Doze navios americanos e israelitas em direção ao Irã


Enquanto os EUA se afundam no óleo da BP, nos bastidores do palco mundial uma guerra contra o Irã se desencadeará em pouco tempo, tudo muito bem elaborado e acredito que esse buraco ainda não foi tampado para desviar a atenção de algo muito maior que está por vir: a terceira guerra mundial.



Leia também:

Por que Barack Obama se recusou a aceitar ajuda internacional para limpar o derramamento de petróleo no Golfo do México?

Ravena


Crédito Prova Final

Doze navios de guerra americanos e israelitas, incluindo dois porta-aviões, atravessaram o Canal de Suez na sexta-feira e dirigem-se para o Mar Vermelho, o itinerário mais directo para o Golfo Pérsico à partir do mediterrâneo. O objectivo será o transporte de tropas, munições e veículos blindados no âmbito da preparação final antes de iniciar um conflito militar com o Irão.

Por enquanto ainda nenhuma mídia ocidental comunicou essa informação, no entanto, confirmada pelo jornal israelita Haaretz, que indica que vários milhares de soldados egípcios foram implantados ao longo do Canal de Suez, de modo a garantir « uma passagem segura dos navios ».

Segundo a versão inglesa do diário hebraico Yedioth Ahronoth, o tráfego no canal foi interrompido por várias horas para permitir a passagem de navios de guerra, de igual modo todas as actividades de pesca na região foram interrompidas assim como o tráfego nas pontes sobre o canal. O Yedioth acrescentou, citando o general egípcio Amin Radi, que Israel « apenas quer uma guerra com o Irão, a fim de continuar a ser a única potência nuclear na região. »

Membros da oposição egípcia criticaram o governo Mubarak pela sua cooperação com os E.U.A e as forças israelitas, e permitirem a passagem destes navios em águas territoriais egípcias.

Membros do partido político dos Irmãos Muçulmanos também indicaram que consideravam o caso como mais um acto de submissão do presidente Hosni Mubarak parente o Estado judeu e os Estados Unidos, e que a participação do Egipto nestes preparativos para a guerra eram « um escândalo internacional ». Esses deputados acrescentaram que não vão « ficar de braços cruzados », enquanto que « o país está a colaborar numa guerra contra o Irão ».

No dia 12 de junho, o Sunday Times revelou que Israel tinha a permissão da Arábia Saudita para usar o seu espaço aéreo para atacar o Irão. « Na semana que se seguiu à novas sanções impostas pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas, a Teerã, Riyadh concordou em permitir que Israel utilizasse um estreito corredor do seu espaço aéreo no norte do país para encurtar a distância num bombardeamento ao Irã », disse o jornal. Informações categoricamente desmentidas dois dias depois pelo embaixador saudita ao Reino Unido, o príncipe Mohammed bin Nawaf.

Interrogado pelo Tehran Times, o ministro da Defesa iraniano, Ahmad Vahidi, disse: « Os americanos disseram-nos que iriam utilizar todas as opções contra o Irão, nós anunciamos que, nós também, usaremos todas as opções para nos defender. »

Spencer Delane, para Mecanopolis

Tradução Prova Final















8 comentários:

  1. "Uma profecia do ano de 1622, publicada por Beykirck no ano 1849 em seu livro 'Prophetenstimmen' (Vozes de profecia), dá entre todas as profecias referentes a Terceira Guerra Mundial as mais específicas datas:
    'O mês de maio será o começo para a guerra, mas não chegou o tempo ainda.'
    'O mês de junho trará o começo dos atritos, mas não será ainda a verdadeira guerra.'
    'No mês de julho começará a mobilização geral.'
    'Em agosto todos os povos envolvidos começarão a sentir os efeitos.'
    'Em setembro acontecerá o maior massacre que a humanidade já experimentou.'
    'Entre outubro e novembro surgirão milagres.' "
    Do livro Profecias - Antologia e História, de Eduardo Morgens.

    "A Religiosa Trapista, de Argers, 'viu', em 1816: - 'O sangue corria como quando cai chuva espessa, sobretudo do lado oriental; o ocidente parecia mais tranquilo. Ouvi pronunciar maio, junho e julho. Vi a capital queimada, pilhada, saqueada. O tempo desta catástrofe não passará de três meses'."
    Do livro Profecias de Nostradamus, de Marques da Cruz.

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia o livro citado.
    Muito obrigada pelas informações Anônimo.
    Vou pesquisar mais a respeito.
    Realmente colabora com os acontecimentos atuais.

    Obrigada
    Um abraço

    ResponderExcluir
  3. Há várias profecias que falam de uma grande guerra mundial, grande mortandade etc. Mas são poucas as que dão alguma indicação de data ou época. No século XVIII, viveu nas florestas da Bavária (assim como o Aranha Negra), um pastor de vacas chamado Stormberger. Ele ficou conhecido na época por suas profecias. Vários estudiosos de profecias austríacos e da região da Bavária documentaram suas profecias, mas os livros escritos por eles foram condenados pelos nazistas e queimados, já que previam a derrota de Hitler. Mas sobreviveram fragmentos que esclarecem que ele previu a invenção de carros, trens e aviões. Ele disse com acerto o dia que a Primeira Guerra Mundial iria começar, sua duração, as armas. Predisse a Grande Depressão em 1929, o Terceiro Reich, a Segunda Guerra Mundial, a suástica, a derrota e a divisão da Alemanha etc. Ele disse também que haveria três guerras mundiais no século XX:
    "Duas ou três décadas após a primeira guerra virá uma segunda guerra ainda maior. Quase todas as nações do mundo estarão envolvidas. Milhões de homens morrerão, sem ser soldados. O fogo cairá do céu e muitas grandes cidades serão destruídas. E depois da segunda grande guerra entre as nações virá uma terceira conflagração universal, que determinará todas as coisas. Haverá armas totalmente novas. Em um dia, mais homens morrerão do que em todas as guerras anteriores juntas. As batalhas serão realizadas com armas artificiais. Catástrofes gigantescas ocorrerão. Com os olhos abertos, as nações do planeta passarão por estas catástrofes. Eles não saberão do que está acontecendo, e aqueles que souberem e contarem, serão silenciados. Tudo ficará diferente de antes, e em muitos lugares a Terra será um grande cemitério. A terceira guerra será o fim de muitas nações."

    É bem possível que as armas artificiais citadas sejam gases de armas químicas. Não há tiros, não há barulho, não há incêndio...

    Maria Laach, alemã, fez várias profecias no século XVI, dentre elas:
    "O século vinte trará morte e destruição, apostasia da Igreja, discórdia em famílias, cidades e governos; será o século de três grandes guerras com intervalos de algumas décadas. Elas se tornarão ainda mais devastadoras e sangrentas e deixarão em ruínas não apenas a Alemanha, mas todos os países do oriente e ocidente. (...) Após uma grande derrota da Alemanha, se seguirá a próxima grande guerra. Não haverá mais pão para as pessoas e alimento para animais. Nuvens venenosas, fabricadas por mãos humanas, abaixarão e exterminarão tudo. A mente humana estará tomada por insanidade."

    Mais uma vez, há a indicação do uso de armas químicas, que aparece também em várias outras profecias.

    Um monge Beneditino, que viveu séc. XVII, teve várias visões. Dentre elas, há:

    "Nos últimos anos do século XX, se verá desaparecer inúmeras espécies animais, mortas pelo homem. Mas no fim, será o homem que condenará o homem à morte, porque tudo que cresce sobre a terra conterá a essência da morte. O ar será o sopro da morte, e assim que o homem respirá-lo, ele respirará a morte". (armas químicas)

    "Logo que o milênio chegar no seu fim, choverá do céu uma pestilência tal como nunca antes na terra. E esta pestilência retirará toda a força do homem; e o homem não conseguirá mais lutar, mesmo contra o verme que se arrasta sobre a terra." (armas químicas)

    ResponderExcluir
  4. Olá sr Anônimo,

    Vou acabar fazendo um post com seus comentários...É uma pena sua timidez!

    Obrigada novamente

    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  5. Ainda Sobre A Terceira Guerra.
    Vanga, assim como foi conhecida, alegava que as suas extraordinárias habilidades e os seus espantosos poderes eram obtidos através do contato que mantinha com certas "criaturas invisíveis, cujas origens não podia identificar". E, segundo ela, essas criaturas lhes davam informações sobre pessoas - informações as quais ela não podia transmitir por que para elas "A distância e o tempo não faziam diferença". Apesar de cega, ela foi capaz de "ver" - ou melhor, antever - a vida de certas pessoas se desenrolar diante dela tal como num filme - desde o nascimento até a morte!.... (FOTO: Pravda) E tal como Vanga já antevira a Perestroika, como também a trágica morte da Princesa Diana, uma das suas mais chocantes previsões, por exemplo, foi feita em 1980: - “Na virada do século, em agosto de 1999 ou 2000, KURSK será coberto pela água e todo o mundo chorará por ele" - o que, de fato, veio a ocorrer em agosto de 2000 (e portanto 20 anos depois!) com o acidente que matou todos os tripulantes de um submarino nuclear russo cujo nome era exatamente.... KURSK!

    E assim como essas, houve também uma outra chocante previsão por ela efetuada em 1989: - Horror, horror, horror! Os americanos irmãos cairão após serem atacados pelos pássaros de aço. Os lobos estarão aulando em um arbusto (arbusto = BUSH, em Inglês!) e o sangue dos inocentes jorrará" - numa clara e impressionante antevisão do atentado terrorista de 11 de setembro de 2001 (ocorrido 22 anos depois!) contra as Torres Gêmeas do World Trade Center, o qual realmente causou as mortes de quase 3 mil pessoas inocentes! E já para o nosso futuro as previsões são ainda mais nefastas - exatamente aquelas que são as mais horríveis de todas as suas previsões: - "Numerosas catástrofes e desastres abalarão o mundo. A mentalidade dos povos mudará. Eles serão divididos na sua fé, A Terceira Guerra Mundial ocorrerá no ano de 2010"! E, considerando-se o seu elevado índice de previsões, sempre acertadas em 100 por cento, é algo que dá mesmo um certo calafrio.... (FOTO: Pravda) Vangelia, o seu primeiro nome, era predestinado uma vez que em grego significa "Arauto das palavras abençoadas". Seus dons de clarividência foram únicos, uma vez que era capaz até mesmo de conversar com as flores (as quais têm inteligência, sentimentos, e até mesmo se comunicam, conforme a Ciência já detectou). Do seu rosto emanava luz! Todas as suas curas, as quais também praticava, como também todas as suas profecias se confirmaram. E não visava quaisquer remunerações por isso. Nasceu pobre e pobre passou para o outro plano. Não temia a morte, pois afirmava que isso era apenas um renascimento, pois - ensinava - o que permanece do homem é a sua alma, a qual não se decompõe, continuando, porém, a se desenvolver através de mais ricos estágios!

    Mas, como surgiram tais poderes? Tudo começou quando, ainda criança, "o céu se tornara escuro, as árvores rodopiavam, e um súbito "tornado" a arrebatou, literalmente elevou-a", tendo sido depois resgatada após uma longa procura, coberta de escombros e com os olhos repletos de areia, o que teoricamente lhe teria causado a inevitável perda da visão. Vanga perdera a visão física, sempre limitada, mas, em contrapartida, ganhou uma outra visão - uma visão muito maior e, por sua vez, ilimitada, a qual a Ciência convencional, perplexa, jamais foi capaz de entender ou sequer de explicar! Porém, o aguçado "faro" de um pesquisador vai sempre muito mais além - muito mais longe do que isso - pois, "estranhos tornados, arrebatamentos súbitos" e - ainda mais - previsões ditadas por "criaturas invisíveis", para as quais "a distância e o tempo não fazem diferença", representam circunstâncias altamente significativas para se explicar não só o tal bizarro acidente, como também os estranhos dons adquiridos por Vangelia Gushterova - uma antiga abdução!

    ResponderExcluir
  6. Tá sr Anônimo, agora você se superou...
    vou ter que escrever sobre isso.
    Não quer deixar seu nome mesmo?

    Obrigada

    Um abraço

    ResponderExcluir
  7. Olha Ravena, quando a AMIZADE esta ligada por um mesmo IDEAL, podemos ter infinitos AMIGOS anônimos, aqui na Terra ou em qualquer outro Loco no Universo,basta que para isso estejamos focados e ligados no IDEAL que nos une e que nos faz AMIGOS.
    Abraço.
    Carlos.

    ResponderExcluir
  8. Bonito nome Carlos,

    Acredito nisso também, estamos ligados por um mesmo ideal, e nossa energia se liga desde o primeiro momento em que começamos a nos comunicar mesmo sem nomes...
    Mas agora eu tenho um nome para dar os devidos créditos, coisa de 3D...Rs...

    Postarei sua pesquisa logo.
    Obrigada.

    Outro abraço.

    ResponderExcluir

Comentário anônimo não será mais publicado devido a inúmeras discussões sem o menor sentido que alguns sem sintonia nenhuma no blog insistem em discutir com o objetivo de tumultuar o espaço que é feito para complementar e compartilhar informações e opiniões (não ofensas), a identificação também facilita o "diálogo".