03 dezembro 2010

As baleias cantam no mesmo comprimento de onda que os neutrinos



As baleias cantam no mesmo comprimento de onda que os neutrinos emitidos por estrelas. Esta feliz coincidência, ou ressonância cósmica, tornou possível para os físicos de partilhar os seus telescópios com biólogos marinhos para ouvir o som das baleias. Neutrinos são partículas similares aos elétrons, exceto que nenhuma carga elétrica normalmente emitidos por reações nucleares no interior das estrelas, viajando próximo à velocidade da luz e pode passar através da matéria ordinária.
Os cientistas armados com biocaústica telescópios de neutrinos têm desenvolvido uma rede para monitorar a profundidade do mar, este já deu frutos, como a descoberta de cachalotes no Mar Mediterrâneo.
O uso desta tecnologia de astrofísica de partículas também detectou a presença de boluminiscência, fauna de correntes submarinas e atividade sísmica.
Por que os neutrinos e as canções das baleias oscilam no mesmo comprimento de onda é um mistério, mas pode ser parte da harmonia universal, como codificados em números na correlação mirocosmos e o macrocosmo.
Clique aqui e escute o barulho das profundezas do mar.

Fonte: http://pijamasurf.com/2010/12/las-ballenas-cantan-a-la-misma-longitud-de-onda-que-los-neutrinos-de-las-estrellas/


Neutrino é uma partícula sub-atómica dificilmente detectada, que quase não têm massa e sem carga. A maioria dos neutrinos que chegam a Terra emana do Sol, a cada segundo, cerca de 65 bilhões neutrinos solares atravessam cada centímetro quadrado na parte da Terra exposta. Eles colidem com átomos na atmosfera superior, criando um chuveiro de baixa energia "secundária" de partículas.
 Para a passagem dos neutrinos, a matéria é transparente, isto quer dizer que atravessam a Terra (e presume-se o Sol) praticamente sem perder energia.


Sabemos que esses raios cósmicos que carregam os neutrinos atravessam nosso corpo e produzem mutações genéticas. Os raios cósmicos têm alto nível de prótons de energia na sua maioria originários de ondas de choque de uma supernova. 


Pesquisadores constataram que em 2009, a intensidade dos raios cósmicos aumentou 19%.
A Nasa anunciou recentemente a descoberta de duas bolhas raios gama no centro da via Láctea, que são as mais elevadas formas de eneriga da luz, uma big energia vindo do Centro da galáxia, que afeta e intensifica tudo. 


É muito interessante que as baleias cantem no mesmo comprimento da onda dos neutrinos, não é coincidência, é perfeição e harmonia cósmica. Os neutrinos são mais importantes do que supõe os pesquisadores. 


Beijão
Ravena


Saiba mais sobre neutrinos :
http://bloglaurabotelho.blogspot.com/2010/11/teoria-de-uma-catastrofe.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Neutrino




3 comentários:

  1. por qual motivo seria que as baleias resolvem fazer aparições sempre nos mesmos locais, tomamoos com ex. aqui no brasil a prai de imbituba sc e Abrolhos bh.

    grande abraço

    ResponderExcluir
  2. eu tenho 13 anos, e estou me esforçando na escola para ter boas notas e aprender bastante....quando mais velha quero ser bióloga marinha porque eu acho que a minha paixão e biologia e os animais.queria saber se vocês tem alguma dica pra mim ir bem em concursos e outros.


    :D

    ResponderExcluir
  3. Oi Maria Cecilia,


    Pelo que você descreveu, acredito que já esteja fazendo o bastante, a única dica que posso lhe dar é: escolha uma profissão que lhe agrade, estude algo que lhe preencha e lhe dê disposição de encarar o dia a dia com alegria. Não entre na onda do que está na moda ou daquilo que as pessoas pensam "que dá dinheiro". O dinheiro é consequência, seu dia a dia definirá seu bem estar, portanto, defina suas metas, escreva num papel o que você deseja e foque seus pensamentos e atitudes nelas.


    Faça seu melhor e não esqueça de se divertir aos 13, 18, 20, 40 e 80 anos. Seja feliz!


    Beijo no coração

    ResponderExcluir

Comentário anônimo não será mais publicado devido a inúmeras discussões sem o menor sentido que alguns sem sintonia nenhuma no blog insistem em discutir com o objetivo de tumultuar o espaço que é feito para complementar e compartilhar informações e opiniões (não ofensas), a identificação também facilita o "diálogo".