18 janeiro 2011

A morte

O medo é um sistema de defesa instintivo do ser humano, é para ser acionado somente em situações de emergência, ele produz reações químicas no corpo, produz hormônios como a adrenalina, um dispositivo de defesa que prepara o corpo para duas reações: lutar ou fugir.

Todos os sistemas foram idealizados para nos manter aprisionados no medo em tempo integral. O sistema religioso, médico, cultural, financeiro, este último é o maior vilão, pois foi adaptado para que as pessoas trabalhem de forma escravagista, nosso livre arbítrio é limitado nessa questão, pois já somos desde a infância, programados para morrer de trabalhar e assim conseguir sobreviver, inclusive para aquilo que é essencial: água, luz, moradia, comida, estudos, medicamentos...

Não é somente um sistema financeiro, é um sistema social, se você não é índio, fica difícil fugir dessa realidade. Aquilo que seria um dispositivo de defesa está sendo acionado todos os dias e em todas as circunstâncias, pois vivemos com medo.

Essas reações cotidianas desequilibram todo o corpo, nos mantêm refém de nossas inseguranças. As pessoas estão sempre alertas, agressivas, de mal humor, estressadas. O sistema incentiva as pessoas a sentirem medo o tempo todo e assim nos tornamos mais controláveis e é o principal meio de fazer você enxergar e sentir apenas o sistema, sem se dar conta do espiritual.

Somos 24 horas por dia bombardeados com informações que instigam apenas os nossos 5 sentidos, o materialismo, a vaidade, a distorção do sexo, tudo muito bem trabalhado pelos órgãos oficiais na mídia, eles estão realizando um ótimo trabalho, visto a inversão de valores atualmente.

As pessoas nascem e aprendem todos os valores do avesso, aplicam tudo o que aprendem para um dia ter algo e não ser alguém. Nascemos com um buraco enorme no peito, um vazio que não se sabe de onde vem, e todos tentamos preencher esse vazio de várias formas, a mais moderna e ineficaz é esse consumismo desenfreado. As pessoas compram, o efeito anestésico passa como um raio, e o vazio cresceu.

Esse buraco se alimenta de tudo que nos mantêm iludidos, de tudo que nos mantêm longe de nossa verdadeira origem, realidade e longe de tudo que devemos realmente aprender.

A pior das inversões foi manter a morte no lado sombrio da vida. Os egípcios se preparavam para a morte, enfatizavam valor a passagem, pois o que é a morte se não uma passagem?


A morte não é um tema macabro, não é feia, não é triste, não importa em que condições ela ocorra, é sempre libertação. A vida na 3D é uma escola, estamos experimentando a dualidade para aprender o equilíbrio, aprendendo a amar, aprendendo a morrer.

Essa cultura materialista nos afastou da espiritualidade, conseguimos enxergar apenas os 60 ou 80 anos que a maioria vive, não conseguem ver que isso é um sopro diante da eternidade. E meu querido, se você ainda não entendeu e lamenta a morte, vou te relembrar algo que já escrevi dezenas de vezes: VOCÊ É ETERNO.

A energia da Ravena é eterna, energia que já foi homem, mulher, pobre, rico, médico, faxineiro, que pode ter sido até uma baratona em outra orbe, em outro tempo, em outra dimensão. Experimentei diversas formas e situações e vou experimentar eternamente, por enquanto na 3D, mas com certeza todos iremos experimentar em todas dimensões e todas as situações.

Excluindo o suicídio, ninguém morre antes do tempo, mesmo as “criancinhas” de Teresópolis que morreram em tenra idade, passaram por situações que somente lhes trouxeram crescimento. Lembre-se, apenas a capa física estava ainda em condição infantil, já que muitas almas em corpos infantis são mais antigas que você e eu.

Precisamos pôr um fim na confusão entre amor e apego, pois esse último é o mais destrutivo entre todos os “defeitos” que nos mantêm estagnados e limitados.

Sofrer em demasia, dramatizar diante de “tragédias” é perder a oportunidade de enxergar o lado B da situação. Veja a solidariedade em ação, e se o ser humano precisa de tragédias para resgatar o que se perdeu ou ainda não aprendeu, que assim seja.

Não confunda equilíbrio com apatia. Não é frieza ou insensibilidade, apenas equilíbrio, somatizar energias densas de sofrimento apenas complicam a situação.
Se você ainda sofre ou lamenta a morte, tem muito que trabalhar nesse sentido.

Empatia não significa sofrer com o outro e sim entender o sofrimento. Hoje a maioria está vibrando indignação, revolta, medo, procurando por culpados. Sua vibração precisa ser diferente disso, pois vibração é energia em ação e chega onde você quiser. Preste muita atenção o que você está enviando pois receberá de volta.

Sua vibração comandará os acontecimentos para você, prepare-se para aceitar a morte com alegria, a sua morte, a morte dos entes queridos, a morte daqueles que vemos apenas na tv ou na internet, é uma das fases da libertação e ninguém "perde o casulo" antes da hora. 

Esse mundo holográfico da 3D é uma cópia do astral, a vivência física é apenas uma das muitas oportunidades de aprendizagem. 


Encarnados e desencarnados receberão da mesma fonte, o que fará a diferença é sua vibração. Se você sente medo da morte ou sofre quando sabe de inúmeras mortes causadas por tragédias, pouco compreendeu sobre a transição, pouco ainda compreende sobre sua ORIGEM CÓSMICA ETERNA E MUTÁVEL.

Foque seu aprendizado nessas 4 palavrinhas mágicas.

Beijão no coração
Ravena

"Para reprodução integral ou parcial do texto, é necessário citar a fonte e o link da postagem original"

27 comentários:

  1. A morte é tão só uma mudança de endereço cosmico. É só uma passagem para outras dimensões superiores. A Lei de Lavoisier afirma: "Na natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma."
    Parabéns Ravena por este lindo e esclarecedor post. Grata por tudo.

    Beijão com sabor a vida.
    Muita Paz e muita Alegria para todos meus irmãos e irmãs meus outros "Eus"
    Bênçãos para todos.

    ResponderExcluir
  2. TAREFA ÁRDUA ABRIR OS OLHOS DA ALMA QUANDO ESTÃO COM MIOPIA, CATARATA E OUTROS NOS OLHOS FÍSICOS...AMEI A FORMA SIMPLES QUE COLOCOU NUM TEMA TÃO TEMIDO E RELEGADO AOS PORÕES DE CADA UM...E É ASSIM, SIMPLES ASSIM...POIS JÁ VIVEMOS MORTOS NESTE CAMINHAR AMEDRONTADOS PELA MORTE...
    LINDINHA QUANDO SE FOI MINHA MÃE EM 80, COMEÇARAM OS BUCHICHOS DE ALGO ESTRANHO NELA E DEPOIS COM MEU PAI EM 94, CONSOLIDOU A FRIEZA E INSENCÍVEL PESSOA...NÃO FOI FÁCIL E CONTINUA NÃO SENDO ESTAR COM ELES E NÃO ME DEIXAR ABATER...QUE FAZER, APENAS CADA DIAS MAIS ME FIRMAR E ENTENDER COMO AINDA ESTÃO PERDIDOS...MAS AINDA ME ASSUSTA TANTOS OLHOS E OUVIDOS SOFREDORES E CONFORTADOS EM VIVENCIAR SEUS SOFRIMENTOS...MAS VAMOS NESTA ONDA QUE LENTA SE ESPALHA PARA NOVA VIBRAÇÃO...AMEIIIIII....BEIJOCAS

    ResponderExcluir
  3. Olá Odete,

    Vibrei com seu comentário! Obrigada por complementar o texto tão sabiamente!

    Beijão

    ResponderExcluir
  4. Oi Cris,

    Olha, tive que rir com seu comentário, pelo menos o comecinho!

    ...VAMOS NESTA ONDA QUE LENTA SE ESPALHA PARA NOVA VIBRAÇÃO...

    É isso aí amiga! Beijo grande e obrigada sempre!

    ResponderExcluir
  5. Rave!
    Adorei o post, você é sensacional!
    Encaro a morte como uma passagem, não acredito no morrer, acredito num renascer.
    Vamos desfazer deste corpo material e nos vestirmos com roupa espiritual, astral.
    É uma etapa a mais neste caminho da evolução.
    Beijão Rave!
    Ah, estou feliz, a Laura Botelho surgiu no meu blog. Uma dádiva!
    Até mais...

    ResponderExcluir
  6. Fomos desde crianças condicionados a ter medo da morte,que nada mais é que a libertação do espírito dessa vestimenta densa que é o corpo.
    É a volta ao verdadeiro estado de ser.E a frequência energética,em que se encontra,é que irá determinar o tipo de dimensão,que por questão de afinidade vibratória,irá permanecer.
    Cada ser tem provas a serem enfrentadas,
    experenciadas e aprendidas p/ a sua própria evolução.Precisamos compreender e respeitar as leis cósmicas,buscar sempre o conhecimento e a verdade e aplicá-lo em nosso dia-a-dia.Um gde. abraço.

    ResponderExcluir
  7. Estranhos costumes os dos seres humanos...
    A busca incessante por autoafirmação.
    A busca por um amor, amar e ser amado sempre, mesmo que falsamente.
    O apego a matéria sem a consciência.. um tûmulo lágrimas e velas.

    O X da questão é: A vida não é um parque de diversões como muita gente pensa, e sim um poço muito fundo e escuro, que quem consegue entender esse vazio, sai do poço. O problema não é como vamos morrer, mas como vivemos até o momento da morte..

    Muitos ainda aderem a filosofia: "Carpe Diem"

    Vivem numa luta diária por emoções fortes, como se nada no mundo fosse suficiente.

    Enfim o ser humano é um bicho-estranho, rsrs

    A vida é um grande sofrimento e provação, e ainda acham tudo muito lindo..

    Obs: não sou nem um pouco pessimista, apenas realista.

    ResponderExcluir
  8. Oi Daniel,

    A primeira vez que ela apareceu aqui, também quase caí da cadeira! Rs...
    Beijão

    ResponderExcluir
  9. Reginamaste,

    Que belo comentário, disse tudo! Na verdade, todos sabemos disso, estamos apenas reaprendendo e o dia a dia é nosso melhor instrumento nessa aprendizagem, somos melhores hoje do que fomos ontem...
    Obrigada! Beijão

    ResponderExcluir
  10. Oi Diego,

    A estranheza do bicho homem é a eterna insatisfação e ele está sempre nesse estado porque procura se satisfazer, preencher o vazio, com ilusões. Percebendo isso, não fica mais fácil, mas com certeza mais produtivo.
    Obrigada pelo sábio comentário querido.
    Beijo grande

    ResponderExcluir
  11. Oies menina,
    Voltei para dizer que é melhor rir do que chorar...pode e deve rir...no meu ainda pequeno entendimento acredito que o Universo é SÉRIO, humorado e alegre...e no nosso planetinha azul, as pessoas andam careçendo muito de se soltar e enfrentar qualquer fato com seriedade mas com humor e alegria...menina, consegui segurar os piores momentos que passei nunca perdendo a pitada de humor e deixando a alegria fazer mais leve tudo...é isso aí...ando cuidando com rigor da miopia e catarata...hehehe...beijocasssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  12. Rave!
    Você é surpreendente.
    Adorando estou estar recebendo a visita de muitos de seus leitores ao meu blog, parece que prova que estou fazendo um bom trabalho.
    Isto me é gratificante,vejo que muitos que visitam seu blog dão uma passadinha no meu, mesmo que estejam passando, agradeço pelo caminho que buscam através do seu maravilhoso blog e chegam ao meu, não meu, nosso espaço na net. É de todos!
    Muito bom, aprendo com os erros, erro acertando, nos acertos erro onde pode ser visto como acerto.
    Aprender é estar sentado sobre chão observando a lição que o céu quer nos transmitir.
    Aprendo com vocês, fico alegre em ver que pessoas de luz participam e dão nos forças para continuar. O que seria eu sem vocês?
    Beijos!
    Daniel

    ResponderExcluir
  13. Ola Ravena
    Pelo o pouco que entendo(acordei agora)a morte seria duas portas, a primeira seria para aqueles que não mudaram o programa, e retornam a uma dimensão primitiva, e a outra porta para aqueles que mudaram o programa e vai pra uma dimensão mais evoluida, me corrijam se eu estiver falando alguma besteira, estou aprendendo.

    Obrigado Ravena
    Na Paz

    ResponderExcluir
  14. Oi Ravena, descobri seu blog no inicio da semana e ja li bastante coisa, gostaria de lhe parabenizar pelo seu trabalho, nota 10 mesmo !!!

    Neste texto fiquei em dúvida sobre o que você quis dizer quando mencionou "a distorção do sexo", o que seria exatamente essa distorção ?

    Desculpe a pergunta e a minha leiguice, obrigado pela atenção.

    Abraço !!!

    ResponderExcluir
  15. Oi Denilson,

    Eu não diria primitiva, nós criamos nossa realidade, tendo consciência disso, podemos entender que vamos continuar criando nossa realidade após a morte. Cada um irá para onde sua vibração o leva. Vou falar mais disso num próximo post, num comentário fica difícil. Obrigada pelo comentário Denilson.
    Beijão

    ResponderExcluir
  16. Oi Anônimo,

    Quando escrevi sobre distorção, me referi à banalização do sexo. Veja as imagens distorcidas que veiculam nas mídias, as músicas, as novelas. Um incentivo ao sexo sem responsabilidade, sem amor, sem compromisso. Mulheres e homens tornaram-se apenas objetos de desejo e satisfação, sem falar no incentivo/banalização a traição e mentira nos relacionamentos.

    O sexo é precioso, nosso corpo é nosso templo, num relacionamento hetero, homossexual ou bisexual é necessário envolvimento através do amor, amizade, carinho, respeito e não vejo esse princípio aplicado nos valores, o que vemos é uma enorme inversão deles.

    É isso, obrigada por perguntar, sua dúvida pode ter sido a de muitos. Deixe um apelido da próxima vez!

    Grande abraço

    ResponderExcluir
  17. Oi Daniel,

    Querido, atraímos os iguais não é mesmo?! E assim vamos aproveitando para aprender, ensinar e compartilhar.
    Fico muito feliz por você também!

    Grande beijo

    ResponderExcluir
  18. Olá ,

    Visito a pouco tempo seu blog, e confesso que o post que mais me emocionei foi este, como o irmão logo abaixo disse," Eu vibrei lendo tudo isso ".

    Parabéns e Obrigada!

    Espero que como a mim, mais pessoas visitem aqui e que passem a ter uma nova consciência para abrir os olhos a um horizonte de paz e equilíbrio que a todos nós podemos alcançar.

    Abraço, Paz e Luz!

    ResponderExcluir
  19. Oi light,

    Que bom! Que vibremos todos muito mais e suas palavras se tornem a mais bela realidade. Obrigada por comentar.

    Beijão

    ResponderExcluir
  20. Peixes mortos na colombia.

    VEJA.


    http://ovnihoje.com/2011/01/governo-da-colombia-investiga-morte-de-peixes-supostamente-causadas-por-ovni/

    ResponderExcluir
  21. gostei muito desta matéria , gostaria de corresponder para trocas de material de ufologia ( dvds, livros e revista ufos ) com pessoas estudantes e pesquisadores de ufos, ovnis e ETs , interessados escreva : caixa postal 28030RJ - cep; 21 840- 970RJ. edson costa ufologo RJ. responderei a todos !

    ResponderExcluir
  22. Ravena vc poderia fala algo sobre "projeção astral" isso está me ferrando, antes era só acorda da matrix, agora tem novas possibilidades até no astral?? é talvez até mais importante do que a ilusão da materia da qual estudamos...ou somos manipulado tanto no mundo espiritual quanto aqui no matérial??? diga para nós o seu ponto de vista, e antes de tudo muito obrigado, eu venho estudando sobre este assunto "projeção,desdobramento,conscienciologia e tal"!!! mais ainda continuo simplesmente com dúvida. A projeção é real e lá nós somos manipulados??? ou é tudo criação da mente.

    ResponderExcluir
  23. Ninguém pode ser considerado autoridade para falar sobre um assunto como esse. Assim, será este artigo apenas fantasia ? Quanto de verdade tem em seu conteúdo? 100%, 50% 10%,1%, nada?
    A mente humana tem livre arbítrio enquanto tem liberdade de escolha. Isso é um fato! Então, liberte-se de escolhas fúteis enquento você pode. Mais tarde, devido doença, velhice ou mesmo insanidade, certamente você não terá mais liberdade de escolha e aquilo que hoje você levianamente escolheu como "certo" será a bigorna que estará acorrentada aos guilhões em teu pescoço, levando-o ao fundo do lago da ignorância e preconceitos.

    Que quero dizer com isso?

    Simples! Não aceite com facilidade ensinamentos que atendem desejos poéticos, de mentes sonhadoras. Antes exija a comprovação científica com a solides das provas físicas...enquanto você pode !!!!!!

    ResponderExcluir
  24. Bom dia Ravena,


    Sou nova aqui no blog.. descobri por acaso.. (ou não!!!) e estou adorando tudo o que tenho lido por aqui. Este é um assunto difícil para mim ainda, pensar na morte como uma coisa boa, porque ainda sou muito apegada ao físico e aos meus filhos. Aos poucos estou repensando meus pontos de vista.
    Fato é que por acaso.. (ou não!!!), um belo dia uma colega minha do meu antigo trabalho, meio que do nada começou a conversar comigo sobre isso, sobre nossa origem, sobre nossa espiritualidade, sobre a ascensão. Achei aquilo fantástico, como música para meus ouvidos, como se tudo que ela estava me falando eu tivesse certeza de que era verdade.. mesmo sem nunca ter ouvido aquilo antes.. de repente BUMMMM.. um clarão surgiu na minha cabeça e me senti tão bem.. e pensei comigo: Puxa, como eu nunca havia pensado nisso antes..kkkk.. como eu pude ser tão cega? Como eu vivi 30 anos (só nesta vida, fora as outras) sem saber nada disso...
    Vou ficar sempre por aqui a partir de agora te acompanhando..


    bjo


    Mônica

    ResponderExcluir
  25. Oi Mônika, seja bem vinda!


    Isso é normal para a maioria das pessoas, principalmente as de cultura ocidental, a morte no Ocidente é tabu, e se não existe informação ou não se conversa a respeito dela, cria-se o pensamento que é o padrão de perda e não de liberdade da matéria. Isso implica uma série de outras coisas também como o medo do desconhecido, porque enquanto alguns pensam que vão dormir até o "juízo final", outros pensam que vão para um céu, para um inferno ou simplesmente deixará de existir, virará pó!!


    O que precisamos aprender e eu acredito que na verdade todos nós sabemos isso no fundo de nossos corações é que a morte da alma, da energia que faz movimentar esse corpinho de carne e osso não existe. O que as pessoas sentem medo de verdade é da não existência de forma alguma.


    Eu sei dentro de mim que isso não é verdade, existimos "dentro" desse corpo e após a perda do casulo, continuaremos a existir. E se você compreender e sentir isso, não precisa ficar bitolada na morte do seu corpo ou dos seus entes queridos, ninguém precisa viver pensando nisso, enquanto respirarmos precisamos dar ênfase à vida e se for necessário hoje, amanhã ou daqui 30 anos, aceitar a morte de qualquer casulo com equilíbrio.


    Sobre a conversa com sua amiga, que gostoso hein!! De um jeito ou de outro sempre acabamos atraindo pessoas que estão na mesma frequência, as informações podem até ser diferentes mas a troca é sempre benéfica quando a proposta é essa.


    Na maioria das vezes, a ficha cai assim...de repente é um bummmm...


    Obrigada pelo comentário e grande beijo pra você

    ResponderExcluir
  26. Reencarnação não se contextualiza com a Bíblia; O livro Evangelho Segundo o Espiritismo apenas seleciona pequenos trechos e interpretam segundo as idéias do espíritas, mas quem lê a a Bíblia na íntegra vê que as interpretações espíritas não se contextualizam.

    ResponderExcluir

Comentário anônimo não será mais publicado devido a inúmeras discussões sem o menor sentido que alguns sem sintonia nenhuma no blog insistem em discutir com o objetivo de tumultuar o espaço que é feito para complementar e compartilhar informações e opiniões (não ofensas), a identificação também facilita o "diálogo".