27 março 2011

Japão pede aos EUA que bloqueiem sites populares na internet


Em um esforço para melhorar a recuperação a partir do recente terremoto e tsunami que atingiram o Japão, os militares decidiram bloquear a utilização de determinados sites de sua rede. Militares japoneses têm mostrado que esses sites não estão sendo bloqueados por algum motivo de conteúdo, mas apenas para melhorar a largura de banda necessária para as necessidades militares. O Comando do Pacífico dos EUA recebeu um pedido para bloquear os 13 sites de uso mais elevado de tráfego, comumente utilizado em redes militares, como o YouTube, Google Video, Amazon, eBay, Myspace e MTV.com.

Em uma nota mais interessante para o controle de banda é a continuação do uso do Facebook no Japão. O local é considerado um dos portais de mais alto uso de banda na região, mas ele vai ficar instalado e funcionando, devido à sua crescente utilização pelos militares mobilizados. Facebook é a forma mais comum de ficar em contato com entes queridos e foi decidido que é uma importante ferramenta na recuperação do desastre.

O porta-voz do Comando Estratégico Militar Rodney Ellison declarou a CNN.com, "Esta é uma resposta a um momento de demanda extrema para as redes. Esse bloqueio vai ser de natureza temporária e pode aumentar ou diminuir o tamanho e alcance, se necessário. Estamos fazendo isso para facilitar os esforços de recuperação em curso no Japão. Estamos tentando ter certeza que estamos dando a eles muitas avenidas e o máximo de apoio quanto pudermos".


Fonte: The Hosting News

4 comentários:

  1. Oi Rave!
    O qué será que tanto incomoda EUA e sobretudo Japão?
    É de se estranhar esta tentativa de intimidamento.
    Mas vamos que vamos.

    ResponderExcluir
  2. É assustador que alguém tenha este tipo de poder!

    ResponderExcluir
  3. Caros amigos.
    O 4º Reich avança sua agenda, táticas "humanitárias". Nada de novo no front. Sinto muito, sou grato.

    ResponderExcluir
  4. Oi Dan, Aldo e Anônimo,

    Que melhor forma de esconder a verdade dos japoneses, senão bloqueando sites importantes como youtube? Eles ganham tempo e a agenda avança!

    Obrigada pelos comentários!

    Beijo grande

    ResponderExcluir

Comentário anônimo não será mais publicado devido a inúmeras discussões sem o menor sentido que alguns sem sintonia nenhuma no blog insistem em discutir com o objetivo de tumultuar o espaço que é feito para complementar e compartilhar informações e opiniões (não ofensas), a identificação também facilita o "diálogo".