17 setembro 2011

Assim na Terra como no Céu

Esse texto é especial e foi postado no dia 26 de fevereiro de 2011. Leia os links indicados, que estão em azul. 

Nascemos, crescemos, morremos e nascemos novamente. Um ciclo perpétuo que se repete há milhares de anos sem que a maioria tenha consciência disso.

A relação mente-corpo tem como via expressa nossas emoções, são elas responsáveis por um corpo-mente saudável. O psiquismo atua sobre o corpo somático, ou seja, emoções desequilibradas: corpo e mente doente.

Nossas mentes (energia) juntas formam uma mente maior, onde cada mente (indivíduo) é uma partícula da mente maior. Cada um de nós é capaz e cria uma realidade, individual e juntos coletivamente. Se o desequilíbrio nos faz adoecer, grande número de mentes desequilibradas criam realidades desajustadas.

O mundo está doente, porque juntos alimentamos essa realidade desequilibrada, a culpa não é só do seu vizinho, da família Rockefeller ou dos Anunnakis (que criaram o sistema).

O plano espiritual, de onde todos nós viemos um dia, é fruto de mentes bem treinadas, que conseguem manipular a energia ou fluido universal para dar forma à diferentes construções. O mundo na 3D em que vivemos é uma cópia daquilo que chamamos de plano espiritual.
“Assim na Terra como no céu”



 Cidades espirituais, colônias, vilarejos são mantidos assim por aqueles que envolvidos numa mesma faixa vibratória de pensamento se sintonizam com a realidade construída em determinados pontos no astral e vivem ali no período em que estão fora da matéria, entre uma encarnação e outra.

Ao desencarnar, de acordo com nosso estado vibratório e campo informacional, entramos numa dessas cidades do astral exatamente como somos aqui, nossas imperfeições e limitações continuam o mesmo e o mesmo princípio se aplica aos nossos mais íntimos desequilíbrios emocionais.

O umbral funciona com mentes desequilibradas que dão vazão aos sentimentos deprimentes que alimentam inconscientemente e modelam a energia ou fluido universal que os rodeiam.
A situação no astral é conseqüência do estado consciente ou inconsciente, equilibrado ou desequilibrado e freqüência vibratória do indivíduo.
Não existe mágica ou mudança drástica no desencarne, cultive aqui o lugar onde você deseja morar.

O umbral não é passagem obrigatória como informa muitos textos da doutrina espírita, o problema é que sempre tendemos a levar as informações aos extremos, polarizando, sem equilíbrio para entender, sem contar a propaganda do medo que se faz presente em todas as religiões existentes, todas promovem o medo em grande ou pequena escala e o umbral é o terror dos espíritas.

Nada nos atinge sem permissão, sendo assim, a única coisa que pode nos ferir, somos nós mesmos.  A auto punição é o ponto para entender o “funcionamento” do umbral. Não é a toa que usamos o termo: o peso do  remorso, nada no mundo pesa mais do que isso. O remorso mesmo que disfarçado por nossos egos nos inflige a auto punição sem que percebamos.

Estamos acostumados a “saldar dívidas” através do sofrimento e alguns mesmo que sofram o bastante, parece nunca ser o suficiente.
Sempre que envolvemos sentimentos depreciativos para com nós mesmos, alimentamos o remorso, que é uma variação de sentimentos anteriores. Você atrai para si o que alimenta. Alimente o desejo de punição e sua própria criação lhe dará o que você pensa que merece.  Não fui um bom pai, boa mãe, boa esposa, um bom filho, um bom cidadão, um bom chefe, um bom subordinado...peso, peso, peso...Perdoe-se!

É preciso sempre lembrar que sempre procuramos realizar o nosso melhor, somos melhores hoje do que fomos ontem, quanto mais expandirmos nosso campo informacional,  mais conscientes ficamos de nossas responsabilidades, mais desejosos ficamos em mudar, melhorar. Não é necessário punição quando se entende que se fez o que de melhor sabia na época de alguma situação.

Na vida as coisas nem sempre saem como esperamos, e a experiência de vivenciar o aprendizado, permite que estejamos aptos ou munidos de melhor bagagem  para nos adaptarmos às necessidades quando elas surgirem.


E por favor, fuja da polarização, quando falo de remorso, culpa e auto-punição, estou me referindo aos nossos problemas mais simples e cotidianos, principalmente no que diz respeito a relacionamentos, o texto não faz referência a assassinatos, torturas, ou quaisquer situações que enxergamos como maldades extremas. Penso que alguém que ainda permaneça nessa freqüência esteja “matando” seu tempo, lendo outro tipo de texto. Use o bom senso!

Esse texto é para você que ainda mesmo sem perceber, em meio às suas sombras, guarda algum sentimento de culpa aliado a auto-punição. Descubra-se, estude-se pois é muito importante que você realize essa limpeza interna, os raios cósmicos vindo do centro da galáxia não farão isso por você. É sua lição de casa.



“ O eu é um termo que meramente designa personalidade. A sua consciência pode ser descrita, o seu inconsciente não pode ser descrito porque é sempre inconsciente. E assim, desconhecemos nossa personalidade inconsciente”.
Carl Jung

Percebe a importância do aperfeiçoamento do nosso estado de consciência? Precisamos nos vasculhar a fim de promover um estado plenamente consciente.



Apenas conscientes de nossas limitações, de nossos bloqueios e responsabilidades,  podemos um dia ultrapassar os mesmos.
Os seres humanos ainda não compreendem o processo contínuo da vida ( a morte não existe) e protelam sua progressão espiritual, preferindo a maioria (inconscientemente) continuar vivendo na ilusão patrocinada pela matrix, onde nós atuamos como co-criadores.

Conta a lenda que um vampiro precisa ser convidado para entrar numa casa. Não só convidamos como alimentamos os criadores da matrix e por enquanto, estamos presos no ciclo de reencarnação Anunnaki.


Somos “doutrinados” a pensar que algumas coisas já estão pré determinadas nas nossas vidas e que não podemos alterá-las em função do karma, mais um mecanismo de controle que teve sua função e ainda permanecerá na Era de Aquário para aqueles que não estiverem na vibração necessária para escapar do ciclo. 

Não importa onde você estará quando a Nexus chegar, quando o Sol explodir, quando a Terra tremer, uma vez consciente de toda essa informação, você só será enganado novamente se permitir. “Eles” usaram uma condição “apocalíptica”  natural do ciclo universal e construíram uma agenda onde religiões antigas mesclam-se com religiões da nova era para nos manter preso ao controle.

São todos os mesmos personagens com máscaras de atuação diferente, que conhecem nossos potenciais e nossos pontos frágeis, usando-nos a favor deles, porque nos consideram incapazes e não merecedores de caminhar sozinhos.  Entenda, seres moralmente mais evoluídos não interferem na vida na Terra, não há o que resgatar, salvar ou impedir, seu auxílio é sutil, pois reconhecem e respeitam a importância da "experimentação".

Um meteoro pode cair na sua cabeça amanhã e seu corpo espiritual estará onde sua energia vibrar, ao lado de energias semelhantes, que vibram na mesma freqüência ou você pensa que existem pessoas conscientes apenas na matéria?

A população desencarnada supera em grande número a de encarnados, esse momento é para todos e você escolherá onde criar. O primeiro passo para se libertar começa aqui, faça sua lição de casa e seus mais conscientes sonhos serão realidades no mundo fantástico que logo vamos criar.

Beijo no coração

Ravena

15 comentários:

  1. http://www.youtube.com/watch?v=puu0NQBBK6E


    1878 Gostei Adicionar a Compartilhar
    Enviado por marcallombardi em 28/04/2011
    Vivemos num tempo de chantagem universal,
    Que toma duas formas complementares de escárnio:
    Há a chantagem da violência e a chantagem do entretenimento.
    Uma e outra servem sempre para a mesma coisa:
    Manter o homem simples longe do centro dos acontecimentos.

    [Ortega y Gasset]

    Att, 5

    O que é postado neste blog não me é novidade.

    ResponderExcluir
  2. Ravena,
    continue sendo você
    ajudou-me infinitamente
    grato eternamente
    T+

    (precisava rimar rsrsrs...)

    ResponderExcluir
  3. Ravena, como sempre, magnífica...
    Vou complementar um pouquinho, se me permite....
    Honre-se, respeite-se, saiba que és o que de melhor consegues ser, com a bagagem que tens.
    Observe, seja atento, todas as respostas estão ao seu redor. Nada é criado, tudo se repete, são situações similares, o que é acima é como abaixo, o que é dentro, é como fora, o micro é como o macro...
    Estamos experienciando ,como tal a permissão é aberta.
    Seja,se permita,opte, não delegue, é sua vivência, a responsabilidade é sua, assim como o direito, que te é resguardado...
    Tenha coragem de ir além, a hora é agora, para isso viemos.
    Abraço, Ravena. Seja, como sempre.

    ResponderExcluir
  4. Discordo de que as religiões ensinam o medo.
    Essa é a forma que muitos entendem.
    religião = re-ligação com Deus
    Não é por medo de castigo que devo amar meu próximo, mas por saber que esse amor contribui para o perfeito funcionamento das coisas = sucesso para mim mesmo (não é o que todos buscam?)
    O que a religião faz é dizer o que uma atitude, um pensamento, etc, produz.
    Mas só quem tem ouvidos, ouve!

    ResponderExcluir
  5. Ravena, perfeito! Obrigada por sua generosidade em compartilhar tantas informações preciosas que nos abastecem, recerregam nossas energias, nos mostrando que somos muito mais do que o espelho reflete!

    Abs

    ResponderExcluir
  6. bom dia, alguém sabe do Acolon?

    ResponderExcluir
  7. Ravena, no seu blog na parte de "blogs que indico" tem o blog acolon sp, e inclusive fiquei sabendo do retorno do blog do acolon pelo seu blog, quando vc anunciou, pois o garupa das noticias tinha sido terminado.Porem sem motivo aparente( pois ele sempre tava postando) o blog ta como removido, e eu não acredito q o acolon tenha removido de uma hora para outra sem avisar, caso vc saiba de alguma informação a respeito poderia responder a esse comentário??

    ResponderExcluir
  8. Concordo com o anônimo. A religião ou melhor um padre ou um pastor ou um palestrante espírita quando está bém intencionado não prega o medo ele ensina o que é o verdadeiro sentido do amor, ensina o perdão. Nos ensina que os acontecimentos da vida se resume em ação e reação, ensina que não existe efeito sem causa. Eu fico muito triste de ver pessoas criticando religião sem ter nunca ESTUDADO o NOVO TESTAMENTO, ( ESTUDADO, ESTUDADO SEM ARROGÂNCIA E PRECONCEITO). Quem entende e sente JESUS CRISTO não critica o próximo, não exige que o próximo mude suas ações, seu modo de vida, quem compreende JESUS CRISTO perdoa incondicionalmente o semelhante e sabe que todos somos irmãos , mas que a única diferença é que uns estão mais atrasados em relação ao outro e que todos terão seu tempo.

    Muita paz.

    ResponderExcluir
  9. Maravilhosa essa musica. Descreve o mundo perfeito. Tomara que chegue logo.
    Obrigado Ravena.

    ResponderExcluir
  10. Ola Ravena! Sabe o que aconteceu com o blog do Acolon?

    ResponderExcluir
  11. Ravena,
    Não agite nem um fio de cabelo por causa desses anônimos q ainda estão dormindo! Testamentos, Jesus Cristo, religar... Tudo conversa p humano dormir profundamente. Mas cada um seu tempo acordará (ou não!).
    Parabéns pelo texto! Sugiro apenas, c sua licença, q o trecho "quando a NEXUS CHEGAR" se converta em link p um texto sobre a Nexus. E vc tem um ótimo! Talvez ajude mais gente.
    Abç e paz p todos nós.

    ResponderExcluir
  12. Pessoal, o blog do Acolon saiu do ar mesmo, mas ele está bem, por enquanto é o que posso informar.

    Beijão

    ResponderExcluir
  13. Huuuuummmmm
    Então amar de verdade agita até os cabelos?

    É,babies,a era do papinho furado,está acabando.Agora é ser ou não ser.Causa e efeito agindo rapidamente.E as máscaras estão caindo.

    Jesus é o meu Senhor.

    Vamos lá,me amem incondicionalmente agora.

    ResponderExcluir
  14. OI Anônimo Huuuummm!Nós te amamos sim!amamos vc, amamos Jesus!Se vc é um servo,quer ser um escravo de algo ou alguém tudo bem tb.Sim ,por que se vc estudou o mínimo possível,sabe que quem tem um "Senhor",é servo,escravo.Tudo bem isso é um problema seu,só seu!Nós só não queremos ser obrigados a ter tb OK,é nosso direito,livre arbítrio,lembra?Amar não tem nada haver c/temer e ser servo,esta é a grande diferença!Abraço Fraterno

    ResponderExcluir

Comentário anônimo não será mais publicado devido a inúmeras discussões sem o menor sentido que alguns sem sintonia nenhuma no blog insistem em discutir com o objetivo de tumultuar o espaço que é feito para complementar e compartilhar informações e opiniões (não ofensas), a identificação também facilita o "diálogo".