29 janeiro 2012

2012 - O ano das Mudanças - O colapso da economia e os rumores de guerra - Parte 1

O colapso da economia e os rumores de guerra

Presidentes e representantes dos 33 países da América Latina se reuniram no dia 2 de dezembro, em Caracas, para formalizar a criação da Comunidade de Estados Latino-americanos e Caribenhos (Celac). Foi a primeira vez que os países do continente se articulam em uma mesma plataforma política - com a tarefa de tentar aprofundar a integração regional - sem a presença dos Estados Unidos e do Canadá.

Disse Hugo Chávez: "Este processo tem que ser independente do socialismo cubano, do socialismo venezuelano, ou do sistema de governo e ideologia do governo do Brasil, da Colômbia (...) é a união política, geopolítica, e sobre esta união vamos construir um grande pólo de poder do século 21."

Para o o economista americano Mark Weisbrot, co-diretor do Center for Economic and Policy Research, de Washington, a Celac é criada em um momento em que a América Latina se consolida como uma região "mais independente do que nunca".
"Washington ainda é o principal problema no hemisfério, especialmente com respeito à democracia e à auto-determinação nacional".

E todos os especialistas concordaram que o Brasil deve assumir o papel de "liderança natural".

"O Brasil é uma potência regional, tem sido (protagonista) pró-democracia e em defesa independência regional na América Latina. Deve ajudar a desempenhar este papel dentro Celac", disse Mark Weisbrot.

Aproveitando a onda de concordâncias dos especialistas em relação à liderança natural brasileira, a ONU pegou carona e terá sede própria em Brasília. A entrega do primeiro módulo do projeto está prevista para o segundo semestre de 2012. No dia 8 de dezembro foi lançada a pedra fundamental do complexo que irá abrigar agências especializadas, fundos e programas da organização internacional. A ONU tem mais de 60 casas no mundo.

A área total de construção da primeira fase da obra é 3.135 metros quadrados (m²) e O custo da obra está orçado em US$ 5,147 milhões.

O coordenador da assessoria Internacional do Distrito Federal, Salviano Guimarães, que estava representando o governador Agnelo, falou sobre a importância da obra. “Esta obra que tem um significado impar para nós porque é uma das poucas sedes da ONU no mundo”.

O coordenador também falou sobre o futuro Parque das Nações Unidas que será construído para abrigar outras agências da ONU, como a Organização Internacional do Trabalho (OIT) e a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Já na terra do Tio Sam, o Congresso americano aprovou a Lei Nacional de Autorização de Defesa (NDAA), que dá poder ao Governo Federal de usar as Forças Armadas contra a sua própria população, de prender por tempo indeterminado americanos em qualquer lugar no mundo, sem nenhuma acusação formal e sem o devido processo legal, para que esta lei entre em vigor, deverá ser sancionada pelo presidente Nobel da Paz Barack Obama. De acordo com o ex-editor do Wall Street Journal, Paul Craig Roberts, Obama deverá vetá-la porque já estaria fazendo uso desses poderes ilegais independente da aprovação do Congresso e porque uma eventual sanção colocaria os Estados Unidos numa posição de violação da Convenção de Genebra, uma vez que entre as implicações da detenção militar está o fato de que os detidos são considerados prisioneiros de guerra.

Bom, Obama não precisou da autorização do Congresso para autorizar o ataque militar à Libia...

Junto a aprovação da Lei de Autorização de Defesa Nacional (NDAA), o governo americano está ativando os campos da FEMA por todos os Estados Unidos, contratando pessoas para opera-los, os campos precisam estar prontos num período de 72 horas depois de solicitado. Foram mais de duas décadas construindo e agora em fevereiro estão contratando mais de cem mil vagas para especialistas nos EUA. Veja na íntegra no vídeo do Alex Jones:


Enquanto o Tio Sam se prepara para a guerra civil, o colapso do dólar entre ataques de falsa bandeira e desastres naturais, na Grécia, alunos desmaiam de fome nas escolas. O primeiro caso de desmaio ocorreu há cerca de um ano. A ele seguiram-se mais denúncias de professores, que garantem que alunos ficam na escola até às 16h sem comer nada o dia inteiro.



A Europa está enfrentando uma descida ao caos e conflito. Na América ele prevê tumultos violentos nas ruas que levará a uma repressão brutal que irá reduzir drasticamente as liberdades civis. O sistema econômico global pode desabar completamente.

"Eu não estou aqui para animá-lo. A situação meu caro é tão séria e difícil como eu já experimentei na minha carreira ".

"Estamos enfrentando um momento extremamente difícil, comparável em muitos aspectos à década de 1930, a Grande Depressão. Estamos enfrentando agora uma retração geral no mundo desenvolvido, que ameaça nos colocar em uma década de estagnação ou mais, ou pior. O melhor cenário é um ambiente deflacionário. ” O pior cenário é um colapso do sistema financeiro ".

"O colapso do sistema soviético foi um evento realmente extraordinário, e atualmente estamos experimentando algo semelhante no mundo desenvolvido, sem compreender plenamente o que está acontecendo."

“Ocupar Wall Street "é uma manifestação, incipiente liderança de protesto", mas vai crescer. À medida que aumenta a raiva, tumultos nas ruas de grandes cidades americanas são inevitáveis. "A resposta à agitação poderia ser mais prejudicial do que a própria violência. ” "Vai ser uma desculpa para aqueles que querem reprimir e usar táticas de força para manter a lei e a ordem, que, levado ao extremo, poderia levar a um sistema marcial repressivo político, uma sociedade onde a liberdade individual é muito mais restrita, o que seria um romper com a tradição dos Estados Unidos”.



Michael Lombardi previu quase todos os principais eventos e ações de mercado da década passada.

E em janeiro de 2011, ele advertiu seus leitores que o mercado de ações poderia iniciar uma queda livre exatamente em 02 de maio de 2011. A partir desse dia até 04 de outubro de 2011, o Dow Jones Industrials caiu gritantes 2.472 pontos .

Hoje, Michael está fazendo sua maior previsão: a data exata, do crash da bolsa americana em 2012, prevista por ele em 13 de abril de 2012.

Lindsey Williams diz que o euro deve colapsar antes do dólar e o governo inglês já tem um plano de contingência para retirar os seus nacionais de Portugal e Espanha de aviões, barcos e autocarros se o euro colapsar, os britânicos que vivem em Espanha e em Portugal podem ter ajuda do Governo para deixarem os países se a crise na zona euro arrastar os seus bancos e eles deixarem de ter acesso às suas contas bancárias.

A experiência e história mostram que os grandes conflitos sempre tiveram conotação econômica, é parte fórmula da doutrina de choque praticada pela Elite há séculos. 

O Terrorismo e a alegação de armazenamento e fabricação de armas nucleares são as desculpas das últimas décadas e tem funcionado...Mais recentemente a intervenção humanitária foi usada como a mais pobre das desculpas para a invasão a paises como a Líbia.  

Continue lendo a parte 2


Ravena



7 comentários:

  1. Respostas
    1. Legal Rave.
      Estou ligado, estou sem sono. UND plantão madrugada.hahahahaha
      Vou dormir agora.
      A gente se fala, gostei de seu post.
      Bjs meu coração

      Excluir
  2. É bom ter voce de volta Rav.
    Estamos atentos aos movimentos nesse ano q ja começou bastante agitado para o gado internalta. xD

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  3. Fico feliz por sua volta, Rave.
    Paz!!!

    ResponderExcluir
  4. Você estava fazendo falta.
    bjks...

    ResponderExcluir
  5. Finally, our ravena is back !!!! I am Happy !!!!

    By the way.......percebo através da mídia, que a orgia social e econômica está se instalando em todo o planeta. Como será o desfecho, não tenho ideia....

    ResponderExcluir
  6. Nenhuma novidade. Tudo isso faz parte do começo de uma nova época, mais consciente e, daqui a algum tempo, mais humanitária.
    Segundo os mestres de luz tudo está sempre em perfeita ordem na criação. Nós é que temos dificuldade em ver o panorama maior que só eles vêm.
    Não tema,o medo é o princípio do fim.
    abraços

    ResponderExcluir

Comentário anônimo não será mais publicado devido a inúmeras discussões sem o menor sentido que alguns sem sintonia nenhuma no blog insistem em discutir com o objetivo de tumultuar o espaço que é feito para complementar e compartilhar informações e opiniões (não ofensas), a identificação também facilita o "diálogo".