29 março 2012

Depois do Chip - Sistema Ponto a Ponto em São Paulo

Depois da notícia de que todos os carros brasileiros deverão ganhar chips de identificação, surge outro sistema que o governo de São Paulo anunciou para abril. Acompanhe a notícia clicando no continue lendo.

Fernando do blog Farol do Buscador que compartilhou o link.

O governo de São Paulo anunciou para abril a implantação do novo sistema de cobranças de pedágio baseado na leitura de chip no veículo, chamado "tag". O Ponto a Ponto, como foi batizado, é uma iniciativa para controlar o fluxo de veículos nas rodovias e, futuramente, até punir os motoristas que abusam da velocidade utilizando o sistema que calcula a velocidade média por trecho percorrido. Veja nas próximas páginas como funciona o sistema.

17 comentários:

  1. controle total é o nome do jogo.
    mas mudando de assunto ta no alex jones de hj guerra com irã só em 2013 de uma olhada, parabens pelo blog que sempre traz tecnologia de ponta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ave, Anônimo! Não sei qual a tua idade, mas tenho 44, e passei toda a infância e adolescência ouvindo falar que a guerra nuclear era iminente e inevitável devido ás diferenças ideológicas inconciliáveis entre as duas maiores superpotências da terra blá blá blá... Essa notícia só me surpreende por ela mesma, ou seja: Não é comum nos jogos de guerra os jogadores pararem de ameaçar um ataque, não é normal divulgarem planos de não agressão. Quando há muita vela no altar dos conspiracionistas, devemos desconfiar, pois eles não são de desarmar um circo antes do fim do espetáculo. Abraço

      Excluir
  2. Após quase 15 anos sem um veículo, havia me decidido por comprar um carro. Dai, leio sobre chips obrigatórios... e volto a desanimar. hehehehe

    Claro, o condicionamento físico agradeceu/agradece o andar...

    Enfim, que horas poderemos parar de brincar nessa realidade?

    By Breja

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde!
    Sei que o controle sobre as pessoas estão se intensificando, estão fechando o cerco e impondo quase que total invasão de privacidade. Mas em relação a este projeto continuo com a mesma posição anterior. Não me afeta em nada, pelo contrário, continuo usando ao meu favor tudo o que o sistema utiliza para me vigiar, sempre que possível.
    O lado positivo é que vou poder andar com minha moto mais tranquilo porque vai ficar mais fácil saber do paradeiro dela se for roubada novamente. rsrs
    Antigamente a gente podia se dar ao luxo de chutar o balde e dizer: Vou embora lá pro Amazonas. Hoje nem isso mais, pois corremos o risco de sermos mortos por invasão de terra (cujo dono invadiu), pelos índios que não fazem nada e ainda exploram as terras e vendem as madeiras de lei (maravilha nossos índios), pelos gringos que estão explorando tudo aquilo, e quem sabe se não tem algum satélite pronto para disparar em vc um potente raio laser. Sem saída... mano.

    ResponderExcluir
  4. Mas isso é ótimo, não entendi porque vcs não gostaram, com isso não teremos filas nos pedágios, e não veremos mais esses doidos que viajam a 180km/h arriscando a vida de todos. O carro ainda vai ser monitorado por onde passa, ajudando a solucionar crimes, imaginem no caso de um sequestro, com um rápido acesso ao sistema a policia identifica onde o carro com a pessoa sequestrada esta.
    Eu sei que talvez nós percamos um pouco de privacidade, mas temos que ver que as vantagens valem a pena. Parem de pensar que "quanto mais tecnologia, mais próximos do fim do mundo nós estaremos".

    Obs.: Por acaso você sabe o que aconteceu com o blog conexaosirius.blogspot.com.br ? Esta offline há muitos dias.

    Abraços !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Julia, eu concordo contigo, apesar de que tudo que está sendo usado atualmente para controle legal, um dia poderá ser usado para outras finalidades, que, tenha certeza elas foram muito bem pensadas. É uma forma de gerar provas contra si mesmo conscientemente. Agora é claro que da forma que está posto o projeto há mais benefício para nós. É como eu digo a respeito da indústria da multa, que, ela só existe porque existe uma outra indústria muito maior que é a dos infratores. E tem gente que é contra ainda, que esperneia e não aceita e teima em culpar a indústria da multa. Dirijo a mais de 30 anos como disse em post anterior e levei apenas duas multas até agora, uma por estacionamento irregular e outra por falar no celular. Não é difícil ficar sem levar multas se você andar dentro das leis de transito. É bom para todos, mas tem gente ai que vai entrar no blog e com certeza vai dizer que não é nada disso, eles multam atoa, isto gera fundos, etc... Sei que existem excessos, mas de ambas as partes.
      Mas eu procuro usar de todas as armas que o sistema implanta ao meu favor também. Neste caso, se não for mais possível andar de carro ou mot, vou andar de bicicleta, ônibus, a pé. Existem muitas formas de se tornar invisível dentro do sistema de forma legal. Sabe qual? Andar direito, na lei porque queira ou não, neste mundo eles podem mais e quanto menos motivo der a eles, menos incomodada serás. Não tem jeito de sair do sistema e mesmo porque para se viver em sociedade, temos que seguir regras, senão vira bacanal, cada um faz o que quiser.
      Mas fique esperta porque tudo que está sendo implantado com o suposto benefício e controle tem também como finalidade de te cercar e poder ser usado contra você.
      Abraço

      Excluir
  5. vai todo mundo anda agarrado um colado no outro na maior agonia no futuro fazer uma ultrapassagem será um ato criminoso...fora a grana lógico q alquem esta levando e esse alguem nao é vc....vc é ssóum bem adestrado consumidor q faz greve quando a escada rolante deixa de funcionar abraco a todos q sabem ler as entrelinhas.

    ResponderExcluir
  6. percebam q existem pessoas q entregam sua liberdade por medo preventivo Hummm muito engenhoso e funciona..aleluia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeito Anônimo! É a lógica do controle mental, problema - reação - solução.

      Excluir
    2. E o controle na condução, não só dos carros , mas de todos que utilizam-se dele.
      É parece bom, mas é assim que vão controlando a manada com estes apetrechos bem singelos e ao mesmo tempo tendo o controle sobre tudo e todos.
      Perdendo a liberdade em troca de maior segurança? Um ledo engano. Até o dia que o sistema não querer que os que sobrarem tenham um carro se quer para ser monitorado. Eles serão inúteis para o sistema. Pouca gente, estes que ficarem trabalhando como escravos para o poder que pode se estabelecer. O mundo não será sempre assim do jeito que queremos, mas do jeito que ELES querem. Bem fico por aqui.
      Bjs Rave

      Excluir
    3. Vc se refere à religião ?

      Excluir
  7. vcs acham q os ladrao nao vao clona os chip,vao rackea os chip adultera os chip..vai te mercado negro d chip vai nascer um novo ramo no mercado de trabalho ''c me fosse pelo menos dado a opcao da escolha'' eu jamais instalaria porque ai tem abraco a todos

    ResponderExcluir
  8. Não sei se é uma questão de entregar a liberdade de alguém ao sistema. Na verdade ninguém tem liberdade. Podemos desfrutar de algo parecido com ela pois repito: Estamos inseridos no sistema quer queiramos ou não e não há forma de saírmos dele. O que podemos é viver à margem do mesmo em alguns momentos.
    Por exemplo: Se voce usa cartão de crédito para todas as suas compras, você está sendo rastreado. Se você utiliza seu celular, principalmente estes mais modernos, também está sendo rastreado mesmo tendo seu aparelho desligado e sem bateria, ou seja, se por acaso interceptarem alguma ligação suspeita, saberão exatamente de onde partiu e onde está o aparelho. E assim é com quase tudo pois eles estão em todos os principais setores dos quais, sem eles você não consegue sobreviver numa comunidade, numa sociedade, numa cidade.
    O que se pode fazer mesmo é seguir a margem deste sistema, utilizando os sistemas como este que desfrutamos agora, a NET, a nosso favor. Usemos nossos celulares da mesma forma. Nossos carros, nossos cartões. Andemos na linha duramente imposta pelo sistema para não sermos mais incomodados do que já somos. É como voce ser entrevistado por algum reporter e você se recusar a falar algo que eles querem ouvir, ou se você for mal educado ou coisas do gênero, eles não vão descansar até conseguir ti ferrar. É assim que funciona. Se quisermos lutar contra o sistema, temos que andar a margem dele tirando proveito das armas que eles mesmos disponibilizaram, para uso deles nos controlar, nos cercar.
    Se não for assim que o sistema funciona, então eu não estou na terra. Vou precisar rever meus conceitos.

    ResponderExcluir
  9. O problema é a "escolha"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É exatamente como disseram, tem coisas boas para nós sim essa lei. O problema é o depois, sempre. Pessoas sendo beneficiadas financeiramente? Se não fosse verdade não seria o Brasil (infelizmente)! Sobre a lei seca, vocês viram? O STJ revisou a lei, principalmente no tocante ao aspecto criminoso do ato. E outra, bafômetro agora é prova material. Antes era, só que de forma controversa, ou seja, não soprou o bafômetro, não pode ser condenado. A questão é polêmica e divide opiniões. Eu concordo com a lei, porque o transito está cheio de pessoas irresponsáveis e o pior, literalmente cheio.
      Erico.

      Excluir
  10. Bom, não quero criar polêmica... mas acredito que não ser prudente e não ponderar algumas coisas, teríamos toda a nossa pouca liberdade cerceada simplesmente por não aceitar o sistema ( não o aceito ), e sairmos dando porrada só pra mostrar à sociedade que não temos medo. Eu não preciso mostrar nada a sociedade em referência a isto. Dependo ainda de meu trabalho, apesar de trabalhar por conta, mas dependo de terceiros como fornecedores e clientes, tenho compromissos aceitos e firmados e a responsabilidade de cumpri-los. Uma coisa é não termos medo e outra bem diferente é sermos responsáveis pelos atos que praticamos e aquilo que estamos buscando na vida. Tem gente que busca apenas status na matéria, aparência e posição social, são apenas “nada” na vida por acreditar no 3D que vivem. Eu gosto de andar na contramão disto, apesar de usufruir de muitas coisas materiais sem porém me tornar escravo das mesmas.

    ResponderExcluir
  11. O Principiante Espírita29 de março de 2012 22:03

    Quando a tecnologia e o dinheiro tiverem conquistado o mundo; quando qualquer acontecimento em qualquer lugar e a qualquer tempo se tiver tornado acessível com rapidez; quando se puder assistir em tempo real a um atentado no ocidente e a um concerto sinfônico no oriente; quando tempo significar apenas rapidez online; quando o tempo, como história, houver desaparecido da existência de todos os povos, quando um esportista ou artista de mercado valer como grande homem de um povo; quando as cifras em milhões significarem triunfo, - então, justamente então – reviverão como fantasma as perguntas: para quê? Para onde? E agora? A decadência dos povos já terá ido tão longe, que quase não terão mais força de espírito para ver e avaliar a decadência simplesmente como... Decadência. Essa constatação nada tem a ver com pessimismo cultural, nem tampouco, com otimismo... O obscurecimento do mundo, a destruição da terra, a massificação do homem, a suspeita odiosa contra tudo que é criador e livre, já atingiu tais dimensões, que categorias tão pueris, como pessimismo e otimismo, já haverão de ter se tornado ridículas.

    Martin Heidegger

    ResponderExcluir

Comentário anônimo não será mais publicado devido a inúmeras discussões sem o menor sentido que alguns sem sintonia nenhuma no blog insistem em discutir com o objetivo de tumultuar o espaço que é feito para complementar e compartilhar informações e opiniões (não ofensas), a identificação também facilita o "diálogo".