09 abril 2012

'Monstro marinho' encontrado em praia intriga moradores nos EUA

                           Criatura foi encontrada em uma praia em Folly Beach. (Foto: Reprodução)

Uma criatura que foi encontrada em uma praia em Folly Beach, no estado da Carolina do Sul (EUA), deixou os moradores intrigados, segundo a emissora "WBTV".

Carcaça do animal tem mais de três metros de comprimento. Para especialista, criatura é na verdade um esturjão do Atlântico.

Após a descoberta da criatura, surgiram várias especulações na internet. Alguns chegaram a afirmar que seria um monstro marinho. A carcaça do animal tem mais de três metros de comprimento.

Para a especialista Shane Boylan, no entanto, o "monstro marinho" é na verdade um esturjão do Atlântico. Apesar de o peixe apresentar uma cor acastanhada - o esturjão tem cor mais clara e prateada -, Shane acredita que a cor mudou por causa da exposição ao sol.

Sobre o fato de a carcaça ter aparência pré-histórica, Shane disse que isso acontece porque o esturjão está entre os peixes mais antigos.

A espécie, segundo o Conselho de Defesa dos Recursos Naturais (NRDC), existe desde a última era do gelo, há mais de 13 mil anos.

Fonte: G1

10 comentários:

  1. Olá Ravena! td bem com Vc? que criatura interessante! pela imagem, pensei que fosse uma anomalia decorrente da poluição, principalmente.

    ResponderExcluir
  2. REVISTA VEJA,

    Nos preparando sutilmente......

    http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/ejecoes-de-plasma-podem-causar-terremotos-na-superficie-do-sol#ejeção

    Ejeções de plasma causam terremotos na superfície do Sol.

    Astrônomos analisaram terremoto solar mil vezes mais potente do que o que atingiu o Japão em março de 2011

    Tharcon

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querido, valeu pelo link, já postado!!
      Abração

      Excluir
  3. Esse "monstro" me fez lembrar das criaturas citadas no livro "HERCÓLUBUS" que li há alguns dias atrás.. Sem querer fazer alarde de fim dos tempos, mas seria mais um sinal disso? Afinal, o livro fala de poluição atômica nos mares, após testes radioativos que alteram o DNA ,o que será que isso tem causado na biologia marinha ultimamente?

    Walter

    ResponderExcluir
  4. Mas sinceramente.. Essa carcaça misteriosa não tem nada de ESTURJÃO como diz a matéria, está mais para um verdadeiro "monstro marinho" mesmo. Pesquisei imagens desse peixe no Gooogle e um Esturjão não parece nem um pouco com esse bicho da foto! É pré-histórico ou anomalia/evolução genética, muito incomum.

    ResponderExcluir
  5. Realmente não se parece nada com o tal do esturjão. Mas cá entre nós, o universo aquático é muito misterioso, e nós não conhecemos nem metade dos animais que nele habitam. Esse bicho da foto deve ser apenas mais um animal dos tempos da pré-história que vivia no mais profundo do mar, e que quando morreu, subiu para a superfície e foi levado para a praia. Nada de mutação genética, nem extraterrestre e nem fim do mundo, apenas mais uma curiosidade do mundo animal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. queridos leitores isso nada mais é do que uma fraude!!!!isso me lembra uma espiga de milho. se fosse um peixe não estaria o fóssil já?

      Excluir
  6. desculpem dizer, mas ja cheguei a pensar em outra possibilidade, se bichos aquaticos que vivem no fundo do mar estão aparecendo estramamente sobre a superficie pelo redor do mundo, logo penso que talvez a coisa nao esteja tão bom lá em baixo, talvez, algo esteja acontecendo no fundo do mar para essas criaturas subirem para cima.será que conseguem imaginar...bjos

    ResponderExcluir
  7. Esse negócio de especialistas explicarem alguma coisa já virou piada, quando qualquer especialista vier a publico explicar algo pode esperar que sempre vem merda, e todos inspirados no balão metereológico do caso roswel.
    Continuam achando que o povo é idiota.

    ResponderExcluir
  8. Parece mais uma traça gigante.. credo, me fez pensar o que será que este bicho come?? E o filhote de mamute que encontraram?! Super curioso, revelará muitos mistérios pelo bom estado de conservação.

    ResponderExcluir

Comentário anônimo não será mais publicado devido a inúmeras discussões sem o menor sentido que alguns sem sintonia nenhuma no blog insistem em discutir com o objetivo de tumultuar o espaço que é feito para complementar e compartilhar informações e opiniões (não ofensas), a identificação também facilita o "diálogo".