03 julho 2013

A Rebelião da Máquinas por Laura Botelho - Dessa vez ela desenhou!!

Você ainda não entendeu o que está acontecendo no Brasil e no mundo?
Laura fez um desenho bem bonito e esclarecedor para todos nós, só não entende quem não quer ou prefere continuar agarrado ao velho por medo.

É impossível não reproduzir, copiar e colar integralmente seu texto aqui, por isso a cor diferente da postagem, mas se você preferir pode ler o texto no blog da Laura clicando aqui.

Ravena


Rebelião das maquinas


Em 24 de junho de 1947 - há 66 anos atrás - um piloto norte-americano chamado Kenneth Arnold avistou 9 estranhos objetos voando nos céus do estado de Washington levando a comunidade mundial a rever seus conceitos sobre esses eventos (OVNI - Objetos Voadores Não Identificados) e o impacto que esse fenômeno faria sobre a existência humana.

Um evento que marcou a memória de todos dando início a discussões, a novas pesquisas, abrindo outras possibilidades, das já existentes, despertando a curiosidade dos não “cientistas” e detentores das informações privilegiadas. O que podemos confirmar a partir disso foi que demos mais um grande passo em direção ao caminho da luz.


E com o novo SOL chegaram também as mudanças de paradigmas. E quem duvidou que esse dia chegaria, caiu de cima muro de cara no chão. E aí, tá tonto, meu amigo? Não consegue ficar de pé? Tá doendo muito? Calma, vai piorar...

Estamos nadando numa corrente de plasma de informação, numa tempestade de energia, de ondas eletromagnéticas oriundas do centro galáctico que se tornaram mais fortes, intensas, mais compactas, o que impacta fortemente em nosso sistema nervoso central.

Esse impacto de energia sobre o mecanismo humano (cérebro e coração) produz uma violenta explosão de sentimentos, deemoções que geram respostas eletroquímicas – hormonais – nos fazendo mover de alguma forma – seja para atacar, seja para fugir. E espero sinceramente que você não fuja dessa responsabilidade bem agora.

Esse banho de energia de Nexus está gerando um movimento que faz a Mente (energia, alma) trabalhar, pulsar, liderar sua própria vontade, já que o cérebro (máquina) tenta se manter desesperadamente no controle da ação nesse momento, tentando executar os mesmos padrões e rituais cotidianos que retroalimentam os mesmos programas instalados anteriormente.

máquina (cérebro) deve obedecer
MENTE (energia, alma)
e não o contrário.

O que está ocorrendo não é fruto de "conspiração", mas de influencia do CAMPO magnético. Estamos sofrendo um efeito natural do ciclo de evolução. O Caos tem a finalidade de abrir um vazio, um abismo entre a linearidade, quebrando padrões, modelos, paradigmas, despertando a vitima da hipnose, tirando o da “zona de conforto” daquilo que está estagnado, podre, inflexível como uma pedra. Um caos necessário que faz parte do processo da natureza, pois nascer é um caos e morrer é um caos.

E para fazer uma boa faxina tem que se tirar tudo do lugar
Faxina implica num holomovimento (David Bohm) no caos da ordem implícita. É preciso tirar tudo do lugar, arrastar, abrir, jogar fora, lavar com alvejante para que a luz volte à superfície. Podemos ver com mais clareza a quantidade enorme de sujeira atrás do sofá, embaixo da cama, em cima do armário, nas gavetas, que antes ignorávamos, mas que sempre esteve lá convivendo com a gente.

Inferno para muitos está aliado ao caos, à ausência de ordem, mas o caos não é o inferno, pois o caos nos dá a chance de rever novas estratégias, novas maneiras de pensar, novos ângulos a se explorar, novas maneiras de perceber o mesmo evento, e aprender com a desordem é gratificante, pois obrigará seu cérebro a executar coisas das quais ele não quer!

Bonito isso, não? O que, metafórico demais pro seu gosto? Subjetivo demais para sua cabeça? Meu amigo... prepare-se... é chegada a hora de botar o Hemisfério Direito pra funcionar, pois do contrário a faxina vai deixar você louco, sua vida literalmente será um inferno.

Não se trata de 20 centavos, mas de 40
 Quem vai, tem que voltar!

A onda de protestos ganhou corpo em 6 de junho em São Paulo, quando mais de 2.000 pessoas protestaram contra o aumento da tarifa de ônibus, metrô e trem, que subira de R$ 3,00 para R$ 3,20 quatro dias antes, e que de alguma forma, fez com que a corrente se espalhasse tomando forma de uma grandiosa manifestação humana contagiando emocionalmente outros lugares passando das fronteiras dos países, todos se movimentando em sincronia como um belo cardume. Mesmo que todos não entendam muito bem as razões do movimento, são afetados por ele.

Bandidos de Toga
(ano 2011) Ministério Público Federal perdeu o prazo para recorrer da decisão do Superior Tribunal de Justiça que anulou as provas obtidas pela Policia Federal na investigação daOperação Satiagraha e determinou o arquivamento do processo. Daniel Dantas e sua corriola estão livres.

Satiagraha - foi o termo usado pelo pacifista indiano Mahatma Gandhi durante sua campanha pela independência da Índia. Em sânscrito, Satya significa 'verdade' e agraha quer dizer 'firmeza'. Assim, Satyagraha é a 'firmeza na verdade', ou 'firmeza da verdade'. 

Esse foi o processo penal mais importante em andamento no país contra a quadrilha do planalto central. Será que teremos firmeza para cobrar do Ministério Público uma investigação para saber o responsável por essa “barbeiragem jurídica”?

A ministra Eliana Calmon afirma que há na magistratura brasileira "bandidos de toga" e que sua declaração polêmica não foi contestada pelos corregedores de Justiça do país, responsáveis por investigar juízes de primeira instância. Os juízes de primeiro grau tem a corregedoria. Mesmo ineficientes, as corregedorias tem alguém que está lá para perguntar, para questionar, mas os desembargadores não são investigados pela corregedoria. São os próprios magistrados, que sentam ao lado dele, que vão investigar.

CNJ, [Conselho Nacional de Justiça - criado para auxiliar a justiça brasileira, desenvolve ações, programas e projetos de controle administrativo e processual] na medida que também é órgão censor, começa a investigar comportamentos. Isso começa a desgostar a magistratura - disse a ministra.

"Somos o único caso de democracia no mundo em que condenados por corrupção legislam contra os juízes que os condenaram.
Somos o único caso de democracia no mundo em que as decisões do Supremo Tribunal podem ser mudadas por condenados.
Somos o único caso de democracia no mundo em que deputados após condenados assumem cargos e afrontam o Judiciário.
Somos o único caso de democracia no mundo em que é possível que condenados façam seus habeas corpus, ou legislem para mudar a lei e serem libertos".

(Declaração do Ministro do STF, Joaquim Barbosa, do Brasil)


illuminati – “iluminados”
são os detentores do conhecimento que você não tem (tinha)

A partir do século XIX, especialmente no campo das teorias da conspiração, o termo "Illuminati" está ligado a todo tipo degrupo que conspira contra a liberdade e clareza de informação para comunidade mundial agindo de forma a assegurar que o conhecimento metafísico (esotérico) NÂO saia das 4 paredes dos salões onde esses grupos se reúnem.

Os iluminados trabalham com o mais alto grau de conhecimento científico de zilhões de anos atrás, dos primórdios da espécie humana. Mas como sabemos que conhecimento é poder – eles não nos passaram o que sabem - ao contrário, doutrinaram aos tolos humanos a ideia de que são “coisas místicas” sem importância. Nada que tenhamos que dar foco ou “tentar” entender afastando a mente intuitiva desse conhecimento através da articulação “racional” da maquina cerebral.


Um povo ignorante sobre tudo é um livro em branco. Pode-se imprimir a ideia que alguém [de má fé, ou não] desejar, e até pouco tempo a má fé estava liderando em todos os âmbitos.

Grupos iluminados atuam em todas as bandas do planeta, não há um grupo isolado do outro, apenas facções articuladas trabalhando para o seu bem comum exclusivo para seus interesses.

A humanidade é uma massinha de modelar que se dá a forma e conteúdo que se desejar, basta que essa “massa” jamais saiba a realidade ou se dê conta dela. Mas caso a luz atinja o boneco de madeira manipulado (Pinóquio), esse pode virar ummonstro gigantesco e voraz desejando as vísceras de quem o trancafiou a pão e água no armário durante mais de 500 anos.

O objetivo precípuo desse grupo iluminado é o de impedir (custe o que custar) que seus conhecimentos sejam passados adiante e a estratégia adotada que garante esses objetivos chama-se CONTRA-informação, ou seja, é divulgado através de canais “competentes” – instituições de ensino médio e superior – mídia em geral e arte áudio visual, apenas dados conflitantes, aquilo que cause duvidas, caos, sentimento de incerteza e medo de um futuro.

Uma estratégia que lhes garante poder, o domínio de agir para “contornar” as situações provocadas que “eles” mesmos geraram. É a formula simples da TESE, ANTITESE, SINTESE – traduzindo para o Português – PROBLEMA – REAÇÃO – SOLUÇÃO.

Aqui eu exponho alguns poucos grupos notoriamente conhecidos que você deve pesquisar intensamente e tirar suas próprias dúvidas.

Skull & Bones - Grupo Mesa Redonda - Sociedade Fabiana - Royal Institute of International Affairs -  Council on Foreig Relations - Bohemian Club - Clube de Bilderberg - Comissão Trilateral - Clube de Roma - Fundação Carnegie -Fundação Rockefeller -Foro de São Paulo etc.

Qualquer semelhança é mera coincidência...

Clube de Roma [1968] constituído de pessoas ilustres que se reúnem para debater um conjunto de assuntos relacionados a política, economia internacional, meio ambiente e o desenvolvimento sustentável. Tem entre seus titulares o Sr. Ex- presidente Fernando H. Cardoso e outros.

Foro de São Paulo foi oficialmente fundado por um grupo de “intelectuais” e trabalhadores em 10 de fevereiro de 1980 noColégio Sion (Sion Ensino Médio), em São Paulo. Luiz Inácio Lula da Silva foi um dos seus fundadores. 

Como “eles” fazem isso, digo, conduzem a massa, sem que ninguém “perceba”? Bom, perceber todos percebem. A pergunta mais apropriada seria: por que não fizemos nada contra isso?  Porque foi muito conveniente a grupos distintos de seres humanos. Passamos diariamente nas calçadas das ruas e vemos crianças abandonadas, sujas cheirando cola, crack. Não fizemos nada por que?

Porque a maquina orgânica estava no controle – o cérebro racional, egoísta, tirano e seletivo do Hemisfério Esquerdo não permitia que fizesse algo, que saísse do processo, da hipnose que o mantém no ritual diário. Mas diante da turbulenta tempestade de energia que está nos banhando, o sistema nervoso está confuso e isso se torna impossível para o controle externo!

As máquinas entraram em curto
e essa é a hora da MENTE entrar em ação!
  • São 39 ministérios brasileiros organizados para conduzir incompetência administrativa
  • Constituímos senadores suplentes eleitos sem voto (mas escolhidos a dedo pelo grupo iluminado) e deputados sem expressão popular escalados por quociente eleitoral para manter a vigilância dos três poderes.
  • Voto secreto no Congresso dá unidade da informação para que se mantenha na casa quem precisa estar lá. Com voto secreto não se sabe quem é “quem”, portanto não se pode identificar a quadrilha atuante. Juízes e tribunais se autoconcedendo auxílio-alimentação e outras regalias é difícil de fiscalizar.
  • Prescrição e progressão da pena e Foro privilegiado aos que estão no Governo abraçam e acalentam os embargos erecursos procrastinatórios processuais que auxiliam na passagem do tempo atendendo a extinção da punibilidade para quem tem mais de 70 anos de idade (mais 3 aninhos e José Dirceu - 67 anos) está livre.
  • Juízes corruptos se aposentam quando deveriam ser demitidos e processados, como qualquer criminoso.  Cartões corporativos e gastos da Presidência da República são considerados assunto de Segurança Nacional, longe da vista publica.
  • Assistência médica vitalícia para o Senado – extensivo a ex-senadores  e seus familiares, mesmo que o senador tenha permanecido apenas um dia no cargo.
  • Fiscais da Receita Federal deduzem todo seu imposto de renda em educação, enquanto os demais contribuintes só podem deduzir os gastos até o limite de R$3 mil – isso gera o não incentivo a educação, pois do contrário iríamos ter muita gente estudando.
  • Funcionários fantasmas e garçons no Congresso ganhando R$15 mil, muitos nomeados por atos secretos e dividas perdoadas de outros países são algumas das ações da caixinha de bondade do Governo.
  • Enquanto muitos trabalham honestamente, outros saqueiam a vida e os recursos reunidos de anos de esforço físico. Um organismo criminoso que já faz parte da rotina diária dos brasileiros abrigado por órgãos governamentais nacionais e estrangeiros de direitos humanos protegem bandidos em vez das vítimas e abriga terroristas estrangeiros no seio dessa pátria gentil.
  • Bolsa qualquer coisa, salário auxilio detenção reajustado para R$ 917,00 a partir de 1º de janeiro de 2013 e celulares nos presídios para se comunicarem com os seus fornecedores fazem parte da estratégia de divisão dos lucros.
  • Decreto 8.028/13 dá aos ministros de Estado, servidores federais e os comandantes e oficiais das Forças Armadas direito ao Bolsa-Copa para assistirem às partidas da Copa das Confederações. Cada um poderá receber até R$ 581para arcar com gastos com hotel, alimentação e traslados.
  • Índios são os maiores latifundiários das terras brasileiras embora continuem pobres, saqueados e carentes dispõem de mais de 100 mil ONGs (uma para cada oito índios) a eles devotadas e matar um, dois índios é tão fácil como matar uma mosca.

Eu poderia escrever páginas e páginas de absurdos do controle do poder publico sobre a manada programada para não reagir a esses fatos. O importante frisar é que nós permitimos isso acontecer

Nós delegamos poder para que eles fizessem o que bem desejassem. Não houve golpe, apenas escolhas. Escolhemos não ver, não estudar, não pesquisar, não alertar a nova geraçãosobre tudo que está ocorrendo nesse exato momento.

Não se trata de apenas dirigir seu voto a quem você acredita que esteja fazendo bom trabalho, pois as Urnas eletrônicas são totalmente manipuláveis. Nosso voto é apenas lixo eleitoral, descartado tal qual um panfleto em dia de eleição. Trata-se de consciência = conhecimento de que temos o poder de mudar o que quisermos quando unidos com um propósito – foco.

O que proponho aqui é entender o processo, entender como eles fazem isso com o nosso cérebro. Isso é somente a ponta de um gigantesco Iceberg. Temos que estudar o que está embaixo que não vemos.

Temos que estudar sobre essa energia que nos banha que está por toda nossa volta, pois ela é ocultada a sete chaves por esses grupos. Eles sabem que se um dia a humanidade tiver conhecimento sobre como controlar seu poder energético... tudo desmorona. A cerca invisível poderá ser destruída e eles vão ficar loucos.

Você precisa aprender essa alquimia! Eu não posso fazer isso por você, apenas dar links!!

Um estudo desenvolvido recentemente pela USP (Universidade de São Paulo), em conjunto com a Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), comprova que a energia liberada pelas mãos tem o poder de curar qualquer tipo de mal estar. Segundo o cientista, durante seu mestrado foi investigado os efeitos da imposição das mãos sobre camundongos, nos quais foi possível observar um notável ganho de potencial das células de defesa contra células que ficam os tumores.

SUS, entre 2007 e 2008 teve uma procura por acupuntura de mais de 150%. No final de 2012, esta procura, nos últimos dois anos, chegou a crescer quase 500%.  

O que isso tem a ver? Estamos descobrindo que podemos ajudar a todos os seres humanos a se reequilibrar energeticamente sem necessidade de medicamento, cirurgias e dependência ambulatorial, e com isso entender que somos muito mais que um organismo de carbono, somos seres de energia aprisionados em maquinas de carbono!

Fique atento também ao movimento do “Ato médico”. Não sou contra médicos, hospitais ou medicamentos, quem quer entender dessa forma é um ser estúpido, limitado. Quero apenas alertar as Máquinas Humanas que se elas não acordarem para mais essa manipulação que domina a energia sutil... estarão na porta de suas celas pedindo para entrar novamente!

Os que se recusarem a perceber esse poder serão mixados geneticamente a seres inferiores, de baixa frequência que darão continuidade ao ciclo re-encarnatorio trabalhando escravizado por uma mente única, onipresente, onipotente que controla, além da sua vontade, seu livre arbítrio, a sua evolução!

Máquinas não evoluem, apenas obedecem a comandos.

laura botelho


Comentários anônimos não serão publicados, escolha um nome ou apelido. É só escolher a opção nome/url, escrever o nome, pode deixar o campo url em branco e clicar em continuar.

6 comentários:

  1. Fantástico texto!

    Simples assim...
    :)

    ResponderExcluir
  2. A ESCRAVIDÃO SOCIAL
    As aspirações de poucos, detém a “escritura” de todos.

    O processo escravocrático é dependente de dois fatores fundamentais. A ambição desmesurada de uma parte e a submissão incontida de outra.

    Existe uma determinante condicional entre os elementos de ligação destes “fatores”, um elo interdependente, formando uma dupla subordinação funcional que garante sua estabilidade; resumindo o raciocínio; temos a necessidade absoluta de amealhar bens que é a fonte de poder ainda que transitório, porém, não notado por um lado e, por outro, o medo desesperado de perder o que se pensa dispor, ainda que exíguo. Indo a extremos, a vida não nos é um bem.

    É o objetivo de viver de alguns, e o motivo de não “morrer” de todos.

    Aparentemente, é bastante complexo o que se expõe. Não o é, no entanto!

    De fato, nós somos os “eternos” escravos de “nós” mesmos. Como indivíduo impomos as condições de vida pretendida, como se a coletividade fosse privilegiada pela nossa existência. Como “sociedade”, arcamos com as exigências, quase todas caprichosas, de cada um.

    Ocorre que o montante social tem tamanho circunscrito e definido, isto é, as conquistas de bens e privilégios são o resultado de nossa própria força produtiva, assim, temos sempre menos disponível do que necessário, justamente por isso, é valorizado. Faz falta porque se sabe da sua existência, pois do contrário, buscaríamos suprimentos em nosso próprio Ser que preenchesse seu espaço.

    É óbvio que a alavanca do progresso humano é, essencialmente, a busca deste “conforto”, mas, tenham certeza, quando dispusermos de tudo, simplesmente de “tudo” disporemos, por serem, estes “entes”, absolutamente desnecessários.

    Estará em nós a auto-suficiência, é o mesmo que sentir fome por ansiedade e, satisfeita esta, nada nos falta!

    É infeliz e ridícula a forma de nos enganarmos invariavelmente.

    Exigimos um governo que venha suprir as necessidades e aspirações do povo, então, colocamos ou nos subjugamos ao poder dos elementos que se propõem à “digna” tarefa.

    Prontamente, sofremos as custas monstruosas da sustentação desse “poder”, pois, em verdade, ele torna-se, imediata e automaticamente, numa “corporação” autopreservada a qualquer preço, até existe a intenção da prática do benefício coletivo buscado, entretanto, este é inatingível, uma vez que os objetivos pessoais dos componentes da máquina “supostamente” administrativa, são, inevitavelmente, primordiais.

    Observa-se isso em todos os seguimentos instituídos pelo poder, é simples notar, não requer esforço algum, os serviços sociais, por exemplo, suprem devastadores salários, em detrimento às necessidades básicas de mantença familiar, o fisco absorve em forma de extorsão, enormes parcelas de recolhimentos, que por sua vez, apenas são necessários, porque o desvio é imensurável, o poder de polícia é quase que exclusivamente, investido na própria manutenção corporativa, armam-se, ostensivamente, para receber os próprios rendimentos, enquanto que proíbem a população de defesa armada, coisa que, em tese, deveria ser suprida por ele, o sistema. Não vem aqui a defesa do armamento da população, apenas a exposição de um fato.

    Coincidentemente às constantes discrepâncias que produzem os próprios políticos, anunciam novas leis e atitudes que, de forma alguma, serão cumpridas, nem por eles, nem pelos que os amparam politicamente, isto é; criam artifícios que impedem o povo de praticar os ilícitos que elas, as “autoridades”, praticam “Ad libitum”.

    Ainda assim, não devemos, de nenhum modo, colocar o povo como vítima incondicional das circunstâncias, pois que é do “povo” que provém, o Poder instituído, somos nós lá, quem manifesta todas estas agruras e, quando do lado aparentemente fraco, nos locupletamos apoiando os que se “dispõem” a assumir o “sacrifício”, tão cobiçado, de “trabalhar” pelo “próximo” no Poder. CONTINUA

    ResponderExcluir
  3. Por isso hoje, um salário vil e um sistema excludente escondem um escravismo mordente, inúmeras vezes pior que quando de sua existência declarada, pois que um mínimo de sustentação era garantido pelo “dono” do infeliz, visando a produção abundante da sua propriedade, por meio dele. As “chicotadas” sociais, presentemente, fazem sangrar feridas muito maiores, com conseqüências prolongadas em várias gerações de miseráveis que se amontoam, em cada vez maior número, nas sociedades que se autoprolatam “civilizadas”.

    Vem, em verdade, no “sangue” e no coração a “terra” Brasil, amordaçada e escravizada por nós, seu povo, que dela tudo recebe graciosamente, entretanto, insatisfeitos a “devoramos” sem notar que é aos nossos filhos e irmãos que atacamos como lobos esfaimados e, representando no “picadeiro do mundo”, batemos nas nossas próprias cabeças e sorrimos, escondendo as lágrimas ardentes que queimam nossas almas, apenas porque brincamos de ser sérios.
    “O ÓDIO, A PROSPERIDADE E A NAÇÃO”

    O sentimento é a forma do Ser, no momento manifesto, é a escolha, livre por direito e a responsabilidade por decorrência.

    A Majestade do Espírito, ou a miséria da Alma se retrata fielmente à opção feita, não permite equívoco, “salta aos olhos”.

    Odiar é a repulsa natural, por impotência ou incapacidade de alcançar, como a pedra, que não podendo flutuar no remanso transparente do amor, deixa-se arrastar pelos turvos turbilhões do “ódio”.

    Este se mostra por todas as chagas de um Ser ou de um Povo, bloqueando sempre, as possíveis passagens ao “progresso”, remédio definitivo contra todas as indignidades.

    Condição fundamental de uma ação, é a conseqüência, esta é bagagem inevitável, implica portanto, em grande responsabilidade, qualquer ato ou vontade, pois que sempre estarão atrelados.

    A Prosperidade é a “conseqüência” lógica de uma atitude sadia do “Ser” ou da Sociedade.

    O que concerne ao “Ser” implica em eventualidades circunscritas e bem delineadas; a uma “Sociedade”, entretanto, as abrangências são quase ilimitadas, verdadeiramente, são a diferença entre a fartura e a penúria, até mesmo de uma Nação.

    O “colher dos louros”, ou “pagar a pena”, quando enfocado o indivíduo, localiza e sustenta a idéia de controle ou assimilação de um fato trivial, plenamente absorvível pela coletividade.

    Quando, porém, o alvo é um “Povo”, extrapolam-se os sentidos da racionalidade óbvia, a complexidade das conseqüências sobrepõem-se às ocorrências originais, não se notam evoluções aritméticas e, sim, geométricas ou exponenciais, os acontecimentos, se positivos, a todos beneficia com ponderação, pois todos buscam os benefícios e estes se encaixam a cada “concha”, no entanto, se negativos, corroem descontroladamente a tudo e a todos, pois todos fogem, mas, ainda assim, estes os atingem e transbordam nas mesmas “conchas”.

    Um sentimento, uma conseqüência e um conceito, são o que correspondem ao conteúdo deste “Lamento”, pretendido ser poético, estes, por sua vez, são restringidos e definidos em seus atributos essenciais, e dimensionados ao seu meio de ação, nós..! A Humanidade.

    A tentativa de correlatar estas três entidades subjetivas busca o exclusivo propósito de demonstrar que, infelizmente, nós, generalizadamente, primamos por odiar a prosperidade, elegendo, através desta triste perspectiva, a miséria como símbolo Mater da nossa imerecida Nação.

    Transformamos a terra Brasil, “a nossa mãe gentil”, em matrona promíscua aos olhos do mundo, e quem assim o faz, filhos seus são..! Gerados ou recebidos com amor, pelo Chão que tudo lhes dá.

    Por ódio, ganância, desprezo, demonstrando até orgulho e vaidade pela obstinada “esperteza”. E muitos afirmam “- só se for você”, pois que eu não penso assim! O que agrava, e muito, a situação. CONTINUA

    ResponderExcluir
  4. A nossa maior atração turística, onde “Deus” descansou olhando as praias, não seria nem “atração”, não fossem os morros, cobertos pela miséria, pelo ódio e pelo terror, talvez aos olhos de “Nero” fosse menos “romântica”.

    Nos grandes centros urbanos não seria possível ver a luz da luxúria de poucos, não fosse a inópia geral.

    Não se sobressairiam os apenas suficientes, não fossem os completamente incompetentes.

    O Poder se autodefine, exemplificando a inimputabilidade própria.

    Os legisladores ditando, porém, raramente submetendo-se às Leis.

    Tudo que se compra vai abaixo, ou se desmancha, tudo que se promete não se cumpre, paga-se pelo que não se recebe, os amigos da manhã nos são os carrascos na noite, as nossas reclamações apenas são “boas” quando os outros às praticam, aceitemos o fato de que é a nossa dignidade que vem desmoronando, pois que, as virtudes imprescindíveis para a sustentação de uma sociedade sadia são cobertas pelo pútrido bolor da hipocrisia, os “virtuosos” portadores dos magnânimos ditames do Justo e Ponderável, do Direito e da responsabilidade, usufruem, mais do que honram, o cargo laureado por digno mérito, não curamos as “feridas” mútuas, apenas porque um vizinho nos olharia com desdém, e outro precisa acenar com a “mão”, para dormir o sono dos anjos, “lambemos” as chagas e assim sorrimos.

    Condenamos o “plantio” e a “produção”, açoitamos o “lucro do trabalho” violentamente e aceitamos a “extorsão financeira” passivamente.

    O cidadão estável, via de regra, deixa dúvidas questionáveis, o miserável, no entanto, sem “dúvidas”, é sempre a vítima, e isso é inquestionável.

    Quando a fortuna se avizinha, prontamente, ficam abertas as “bancas de apostas”, para que se faça uma “fézinha” em quão pouco esta perdurará.

    A “quebradeira geral” é notícia eufórica, o sucesso de alguns é frustração total, é mesmo inesperado! A certeza do “insucesso” é tal, que o sistema fiscal nunca erra, pois quase não existe espaço, para a prosperidade “Legal”.

    Não nos compete culpar governos, cabe-nos cumprir e exigir a verdadeira cidadania, os que administram os nossos interesses como Nação, não são “alienígenas”, somos nós..! Lá. “- Faria igual ou pior..!” É resposta comum, infelizmente..! Criticá-los é fazê-lo a nós mesmos. Lute pelo seu próximo, espere e busque com que ele faça o mesmo, insista em ambas as frentes, e o governo acabará por ser o nosso próximo, também! A Nação correta, produz o Governo ideal e nunca o contrário, pois que o segundo é fruto da primeira.

    Acumular troféus, venerar, idolatrar, qualquer “tribo” (isento do menosprezo) faz! Ser responsável pelas conquistas, fazer de todo um povo o “Ídolo”, é o que nos faz Nação.

    Devemos buscar o progresso da nossa Bandeira lutando, e nunca chorando! Felicidade é conquista, não dádiva!

    Reconhecer as nossas falhas é o primeiro passo em eliminá-las sentir, no entanto; agulhadas em nossos supostos “brios”, pela tinta que impregna esta mensagem, somente demonstrará o quão longe estamos da solução dos nossos próprios problemas!

    “Devemos capacitar o Cidadão, vivenciar a Cidadania e já seremos Nação!”

    ResponderExcluir
  5. Já tinha visto no BLog dela, bem cirúrgico! Curti e copiei !

    ResponderExcluir

Comentário anônimo não será mais publicado devido a inúmeras discussões sem o menor sentido que alguns sem sintonia nenhuma no blog insistem em discutir com o objetivo de tumultuar o espaço que é feito para complementar e compartilhar informações e opiniões (não ofensas), a identificação também facilita o "diálogo".