25 setembro 2013

Terremoto do Paquistão "eleva uma ilha" e Enxame triplo de terremotos sacode Yellowstone


Além das enchentes no sul do Brasil e o tornado que destruiu parte da cidade de Taquarituba em SP, um terremoto de 7,7° graus na escala Richter atingiu a parte oeste do Paquistão na terça-feira, o que provocou a morte de mais de 300 pessoas e os tremores foram sentidos até em Nova Deli, capital indiana que fica a mais de 1000 km de distância.

O tremor ELEVOU O LEITO DO MAR, PROVOCANDO O APARECIMENTO DE UMA ILHA na costa sul do páis. 

Em 2013, já foram 14 terremotos com magnitudes maiores que 7 que ocorreram no planeta, por enquanto, esse é o primeiro em 2013 a "elevar" uma ilha. 

Veja no vídeo abaixo:

http://globotv.globo.com/globonews/jornal-globonews/v/terremoto-no-paquistao-deixa-mais-de-327-mortos-e-quase-400-feridos/2846719/

E ainda sobre tremores:

Enxame triplo de terremotos sacode Yellowstone

..."Cerca de meia dúzia de tremores de terra são sentidos em Yellowstone em um ano médio, disse ele. "Isso é muito incomum, para ser honesto", disse Smith. Até recentemente, Bob Smith nunca havia presenciado dois enxames de terremotos simultâneos em seus 53 anos de monitoramento da atividade sísmica em torno da Caldera de Yellowstone...

Leia na íntegra clicando no link abaixo:
http://www.komonews.com/news/national/Swarm-of-earthquakes-shakes-Yellowstone-224773612.html

Ravena


Um comentário:

  1. Gostaria de ver teu blog mais focado em temas mais terrenos como o mensalao ou as estrategias da nova ordem mundial aqui no brasil esse ison é primo do elenim, nao vai dar em nada, enquanto isso tome fluor na agua e trangenicos goela abaixo, vamo la ravena sei q vc escreve bem e tem muita gente lendo teu blog. tudo de bom. Marcondes

    ResponderExcluir

Comentário anônimo não será mais publicado devido a inúmeras discussões sem o menor sentido que alguns sem sintonia nenhuma no blog insistem em discutir com o objetivo de tumultuar o espaço que é feito para complementar e compartilhar informações e opiniões (não ofensas), a identificação também facilita o "diálogo".