08 julho 2014

A ameaça invisível da radiação de Fukushima e o acobertamento do governo japonês


A ameaça invisível do desastre de Fukushima é terrível, vejam os efeitos a médio e longo prazo que podem ocorrer de acordo com as pesquisas realizadas em borboletas. 

A longo prazo, numa 3º geração a situação é ainda mais problemática e mídia nenhuma fala do problema, aliás o segredo começa no Japão.

Michio Kaku: "este é somente o começo de um largo problema de Fukushima".

Ninguém sabe o que fazer com os resíduos radioativos
Se isso continuar não só o Japão estará em perigo mas a Terra toda. 
A tentativa de calar o povo, não pode mudar a escura realidade da radiação que poderia ser vista nas próximas gerações.

Ravena
Crédito do link no facebook de Cristina Francez

5 comentários:

  1. Então 1 terço da terra e 1 terço dos mares se tornará amargo....

    ResponderExcluir
  2. O maior desastre da história humana em andamento...pesquisem sobre as sardinhas q nao existem mais no alasca e no canada é a 2segunda temporada sequida sem sardinhas, estralas do mar derretendo, legumes mutantes entre outros o unico site com atualizacoes semanais com o dr Deagle é o rense.com. Detalhe a radiacao de fukushima ja chegou no brasil nao é boato é fato.spock

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou ficar de olho na preciosa dica!! Valeu spock!!

      Excluir
  3. O homem não domina a tecnologia nuclear, parece criança brincando com fogo, só que no caso de qualquer descontrole, não adianta gritar papai ou mamãe, pois se os japoneses que, supúnhamos pudessem resolver tais problemas não os conseguem resolver, quem conseguirá? _ Imaginem um outro terremoto no Japão, muito provável, afetando novamente as plantas nucleares!!! Gostaria de sugerir se esse blog puder divulgar, traduzido, o artigo "Fukushima: terremoto o sabotaje", publicado no link da mare cinza: Despertares - La revolucion pacifica, publicado em 24/6 p.p. Tal artigo expõe uma atitude tão terrível quanto à própria radiação que se espalha, inexorável. Obrigada, Mara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mara, coloca o link pra gente.
      E grata pelo comentário, tem toda a razão!!
      Abraço

      Excluir

Comentário anônimo não será mais publicado devido a inúmeras discussões sem o menor sentido que alguns sem sintonia nenhuma no blog insistem em discutir com o objetivo de tumultuar o espaço que é feito para complementar e compartilhar informações e opiniões (não ofensas), a identificação também facilita o "diálogo".